Psicólogo assegura que projecto piloto Saúde Mental Comunitária teve sucesso e recomenda sua continuidade

21-06-2024 20:12

Cidade da Praia, 21 Jun (Inforpress) – O psicólogo Jacob Vicente assegurou hoje que o projecto Saúde Mental Comunitária, que abrangeu nesta primeira fase o bairro de Achada Grande Frente teve o seu sucesso, tendo recomendado a sua continuidade com apoio de mais parceiros.

Este projecto piloto de assistência psicológica comunitária foi implementado nos últimos três meses numa parceria entre a Equatorial Coca-Cola Bottling Company Cabo Verde (Cavibel e Ceris), em parceria com o Centro de Atendimento Psicológico Dr. Jacob Vicente (CAP) e a Escola de Futebol de Achada Grande Frente (EFAG).

Em entrevista à Inforpress, hoje, no âmbito da apresentação dos resultados, o psicólogo Jacob Vicente realçou que conseguiram alcançar cerca de 2.000 pessoas, através de visitas domiciliares nos primeiros 45 dias, sendo que nos restantes 45 dias atenderam pessoas num consultório implementado no bairro para o efeito.

“Detectámos que é um bairro que tem todas estas psicopatologias que nós podemos ter dentro da saúde mental, ou seja, depressão, ansiedade, bipolaridade, tentativas de suicídio, automutilação nos jovens, abandono e solidão na terceira idade”, indicou, de entre outras.

Segundo asseverou, o projecto teve sucesso pelo período de implementação, considerando que faz todo sentido a sua continuidade porque, sustentou, descobriram a "ferida que agora deve ser tratada".

Entretanto, para este psicólogo, a Cavibel sozinha não vai patrocinar todo o projecto, pelo que, avançou, a ideia é conseguir outros parceiros, inclusive o Governo e a Câmara Municipal da Praia, para ajudarem neste sentido.

Por considerar que se trata de um projecto que “claramente” funciona, sugeriu que não deve ficar somente na Cidade e na Praia, mas que deve ser multiplicado para outras ilhas e outros municípios do país.

Por seu lado, a representante da ECCBC Cabo Verde, Danila Ferreira, sublinhou o impacto positivo do projecto nesta comunidade, afirmando que vai além de números refletindo nas histórias de vidas transformadas e na renovada esperança de muitas pessoas, resgatando o brilho no olhar das mesmas.

Por isso,  aproveitou a ocasião para agradecer a todos as partes envolvidas, principalmente os moradores, pois, salientou, sem o “esforço incansável, a compaixão e a capacidade de inspirar confiança e esperança”, o sucesso deste  não seria possível.

“Vimos vida sendo transformadas, estigmas sendo quebradas e uma nova consciência sobre a importância da saúde mental emergindo entre nós”, reforçou, acrescentando que o projecto proporcionou acesso totalmente gratuito a serviços de saúde mental, promoveu o bem-estar psicológico e criou um ambiente de apoio e compreensão mútua.

Para a representante da comunidade, a presidente da Escola de Futebol de Achada Grande Frente (EFAG), Mia Luz, tratou-se de um projecto de grande valia, que trouxe impactos significativos numa comunidade com muitas pessoas com vulnerabilidades sociais, que conseguiu identificar os seus problemas, mas também aspectos positivos, como grande disponibilidade de colaboração na ajuda ao próximo.

ET/JMV

Inforpress/Fim 

Notícias Recentes


15-07-2024 14:38
15-07-2024 14:09
15-07-2024 14:01
15-07-2024 13:41
15-07-2024 13:25