Desporto


21-02-2024 21:53

Cidade da Praia, 21 Fev (Inforpress) -  A equipa da Académica venceu hoje, no Estádio da Várzea, os Garridos por 1-0 e apura-se para meias-finais da Taça Praia, em futebol, referente a época 2023-2024.

Nas semifinais, a equipa negra da capital espera o vencedor do jogo entre o Bairro e o Tira Chapéu, do segundo escalão, partida ainda com data por definir.

No outro jogo das meias-finais da segunda competição mais importante da região desportiva de Santiago Sul, o Sporting da Praia defronta o Boavista.

Nas quartas-de-final, a equipa leonina eliminou a formação da Asa Grande, do segundo escalão, com uma goleada de 4-0.

Os axadrezados, por seu lado, deixaram pelo caminho o Desportivo com triunfo nas grandes penalidades (4-2), após empate a uma bola no tempo regulamentar.

A Taça da Praia, a segunda competição mais importante de Santiago Sul, conta com a participação de 22 equipas, dos quais 12 do primeiro escalão e dez do segundo escalão.

OM/JMV
Inforpress/fim

21-02-2024 17:07

Santa Maria, Sal, 21 Fev (Inforpress) –  A revista brasileira Kitley, especializada em kitesurf, detentora dos direitos do GKA/GWA nestas duas modalidades náuticas, kitesurf e wing-foil, presente na I Etapa do Circuito Mundial, mostra-se rendida “ao encanto” da Ponta Preta”.

Igor Pestana, antigo kitesurfista profissional de competição mundial, é uma das caras do Kitley, que está a levar ao mundo os acontecimentos desta competição, mostra felizardo pelo facto de agora estar inserido na equipa de imprensa especializada para fazer a cobertura do I Circuito do Mundial, com a vocação de trabalhar para “o crescimento deste desporto magnifico” que, a seu ver, “tem muito para influenciar uma nova geração”.

Para este arquitecto e urbanista de formação, a Kitley está determinada em mostrar que, para além de ser atleta de competição, é possível sobreviver do desporto, trabalhando nestas áreas dos desportos náuticos, com paixão, saúde, lazer e educação, baseada numa qualidade de vida excepcional.

“Obrigado a todos de Cabo Verde por terem trabalhado duro para mostrar ao mundo o potencial da ilha do Sal, a Ponta Preta, esta praia maravilhosa com altas ondas. Sem o trabalho de vocês nada disto seria possível, seria invisível diante do mundo…Espero que a gente possa estar junta nos próximos anos”, referiu em declarações à Inforpress.

Com mais de 10 anos no mercado, a Kitley, segundo este representante, está a preparar-se para a realização de uma série de eventos, de forma a dar continuidade ao I Open realizado no ano transacto e que contou com o envolvimento de velejadores cabo-verdianos de elite.

Para este ano, explicitou Pestana, todos os atletas do mundo podem inscrever-se para a prova que se realiza em Saquarema, de forma a dar continuidade ao sucesso alcançado no evento de 2023 que, garantem, “mostrou uma condição e uma qualidade incríveis”.

Kesiane Rodrigues, outra atleta brasileira, que ainda no ano transacto apresentou o Brasil nas de baterias do kitesurf mundial, inclusive no circuito de Ponta Preta, disse, por sua vez à Inforpress, que sente um “prazer enorme estar a fazer parte da história do crescimento de kitesurf”.

Kesiane, 29 anos, também se mostrou rendida e encantada pela sua quarta presença em Ponta Preta, agora não como competidora de elite mundial, mas trabalhando para a Kitley, o que para esta que integra o lote das sete melhores praticantes de kitesurf na modalidade, pode ser crucial porquanto almeja tornar-se campeã do mundo nos próximos eventos da GKA.

À Inforpress, revelou que coloca “Cabo Verde na lista dos melhores picos no qual já competiu” e que só se compara “ao nosso Brasil, em que o Rio de Janeiro está sendo bem representado no ano passado, com boas ondas também”, declarou, acrescentando que Ponta Preta, difere porque fornece condições propícias “com as ondas direitas que não têm fim, o tamanho perfeito, às ondas o vento”.

“Estou muito feliz por poder representar o Brasil, a Kitley e a todo o mundo, a torcida, o pessoal da organização, da GKA que fizeram este evento acontecer. Acho que muita coisa ainda está por acontecer e Ponta Preta, para mim é um dos melhores lugares. Gratidão a todos, a organização, a vocês que estão também, fazendo a média para poder facilitar a galera ver quanto é o nosso “sport”, o kitesurf que está crescendo cada vez mais”, frisou Rodrigues.

Especialista em kite-wave e kite Strapper “free-stile”, Kesiane  Rodrigues fez questão de destacar o crescimento da classe feminina na modalidade, assim como o nível que vem aumentando, alegando que se sente feliz pelo facto da competição deste ano envolver 10 atletas femininas, em detrimento dos 10 do ano transacto, razão pela qual se mostra feliz por fazer parte da equipa feminina brasileira.

Com três anos de competição, Kesiane Rodrigues clarificou que está a começar a adaptar-se melhor à kite-wave, argumentando que na região do Brasil onde habita tem poucas condições de ondas, mas o freestyle e vento forte perfeito para o “straps”.

“Estou me preparando bem para os próximos campeonatos. E é isto, um atleta tem de ser completo, ter kite na veia, kite, freestyle, wave, enfim tudo o que é possível fazer no mar, desfrutando esta adrenalina que é o kitesurf que proporciona muita coisa boa à gente”, realçou.

 

SR/HF

Inforpress/Fim

21-02-2024 14:51

Cidade da Praia 21 Fev (Inforpress) - A Confederação Africana de Futebol (CAF) procede hoje à noite no Cairo, Egipto, ao sorteio dos 12 grupos para o apuramento das 24 finalistas ao CAN’2025, a ser disputado de 23 de Junho a 21 de Agosto em Marrocos.

A selecção de Cabo Verde, que ficou isenta da fase preliminar, vai assim conhecer os adversários na corrida a Marrocos’2025, depois de ter feito história na 34ª edição do CAN realizado e conquistado pela Costa do Marfim, onde Cabo Verde somou três vitórias e dois empates em cinco jogos.

Cabo Verde procura a quinta presença no CAN moralizada pela subida de oito posições, pelo feito de ter alcançado as quartas-de-final no Campeonato Africano das Nações de 2023.

A CAF criou um apertado calendário de três meses para fazer disputar o apuramento ao CAN 2025, já que em cada mês serão disputadas duas jornadas numa semana, ou seja, de 2-10 de Setembro disputar-se-ão as duas rondas iniciais, a terceira e a quarta estão previstas para de 7 a 15 de Outubro, enquanto de 11 a 19 de Novembro acontecerão as duas derradeiras.

A Costa do Marfim, campeã em título, também será incluída no lote das selecções que vão tentar garantir o apuramento, enquanto Marrocos, país organizador, também vai disputar a fase de qualificação, mas de forma decorativa, ou seja, a sua presença na competição não depende de terminar entre os dois primeiros.

SR/CP

Inforpress/Fim

21-02-2024 14:03

Cidade da Praia, 21 Fev (Inforpress) - A Organização Nacional de Antidopagem de Cabo Verde (ONAD-CV) lançou hoje uma plataforma online, denominada “Sabi Dreto", para fornecer aos atletas e outros intervenientes desportivos informações sobre a legalidade de medicamentos no contexto do desporto.

O fim primordial desta ferramenta, conforme apontou o presidente da ONAD- CV, Emanuel Passos, no acto oficial de lançamento, que aconteceu a Cidade de da Praia, no âmbito das celebrações do sétimo aniversário da instituição, é reduzir os resultados analíticos positivos por negligência dos atletas.

“Pretendemos simplificar as coisas para o atleta, ele quer saber que medicamento pode ser tomado (…) e o sistema tem uma lista de fármacos legalmente reconhecidos pela Entidade Reguladora Independente da Saúde (ERIS), na linha dos   das substâncias proibidas pela Agência Mundial Antidopagem”, explicou.

Por isso, sublinhou que o propósito da criação de “Sabi Dreto” é dotar os   atletas de uma ferramenta que os ajude a resolver “inquietações” no uso de medicamentos.

“É uma ferramenta feita para servir os atletas, as equipas de apoio, os médicos, os dirigentes, os fisioterapeutas e a todas as estruturas em volta do atleta.  Queremos com essa plataforma reduzir os resultados analíticos positivos por negligência”, reiterou.

Por sua vez, o ministro do Desporto, Carlos Monteiro, que presidiu a cerimónia de encerramento, disse que ao longo destes anos a ONAD-CV tem dado “passos firmes” e “granjeado credibilidade” a nível nacional e internacional.

Por isso, considerou que a apresentação desta plataforma é “mais um passo fundamental” para trazer “mais ética e transparência” ao desporto e em outras dimensões da sociedade, assim como na promoção da saúde dos atletas.

“A dimensão da OND-CV acaba por ultrapassar o desporto, quando faz a sensibilização e actuação nas escolas   juntos das crianças, jovens e adolescentes, que terão de perceber o que está em causa para poderem perpectuar os objetivos da criação   da organização antidopagem cabo-verdiana”, precisou o ministro do Desporto.

A ONAD-CV, criada a 21 de Fevereiro de 2017, é a autoridade responsável pela adoção de regras com vista a iniciar, implementar ou aplicar qualquer fase do procedimento de controlo de dopagem.

Tem como missão assegurar que o desporto em Cabo Verde seja livre de dopagem, impulsionando ativamente a licitude, a igualdade e a saúde nas competições, disseminando, ao mesmo tempo, a ética e os valores do jogo limpo em todas as manifestações desportivas.

Tem ainda como missão consolidar a consciência antidopagem e defender, no âmbito nacional, o direito fundamental de todos os atletas de participar numa competição livre de quaisquer formas de dopagem.

Em 2021, a organização foi aceite como membro observador da Convenção Antidopagem do Conselho da Europa.

OM/AA

Inforpress/Fim 

21-02-2024 12:38

Santa Maria, Sal, 21 Fev (Inforpress) – A selecção nacional da Líbia junta-se ao Uganda e à Nigéria como adversárias de Cabo Verde no Grupo B da primeira janela de qualificação africana para o Afrobasket’2025, que começa a ser disputada na sexta-feira, 23, na Tunísia.

Ao que apurou à Inforpress junto da FIBA, organizadora dos torneios de qualificação africana, a selecção cabo-verdiana de basquetebol estreia-se logo às 09:00 do dia 23 frente ao Uganda, no Monastir, Salle Mohamed Mzali, volta a entrar em cena no sábado 24, para defrontar a Líbia, às 18:00, para terminar esta janela de qualificação no Domingo, 25, no embate que o opõe a Nigéria, às 18:00.

Para esta janela de qualificação, o seleccionador de Cabo Verde da modalidade espera ainda contar com a integração do gigante internacional cabo-verdiano do Real Madrid, Edy Walter Tavares, mas já é certo que jogadores como Ivan Almeida, Keven Gomes (ambos submetidos a intervenção cirúrgica esta semana), Kony (lesionado nos pés), Wiliam Tavares (traumatismo na cabeça) são baixas confirmadas.

Na Tunísia, onde Cabo Verde chegou esta terça-feira, 20, e tem já realizado jogo treino com os anfitriões, Cabo Verde tem já garantida a presença de jogadores como João “Betinho” Gomes, Victor Andrade, Sheine da Rosa, Michel Mendes, Amide Delgado, Hugo Pereira, Marcos Silva, Anderson Correia, Patrick Lima, Amarilson Lopes, Joel Almeida e Patrick Spencer.

SR/AA

Inforpress/Fim

21-02-2024 9:07

Cidade da Praia, 21 Fev (Inforpress) - As equipas da Académica da Praia e Os Garridos, esta última da segunda divisão, procuram hoje, no Estádio da Várzea, a passagem para as meias-finais da Taça da Praia em futebol, época 2023-2024.

Uma dessas equipas vai encontrar nas meias-finais o vencedor do jogo entre o Bairro e o Tira-Chapéu, esta última do segundo escalão, partida ainda com data por definir.

No outro jogo das meias-finais da segunda competição mais importante da região desportiva de Santiago Sul o Sporting da Praia defronta o Boavista.

Nas quartas-de-final, a equipa leonina eliminou a formação da Asa Grande, do segundo escalão, com uma goleada de 4-0.

Os axadrezados, por seu lado, deixaram pelo caminho o Desportivo com triunfo nas grandes penalidades (4-2), após empate a uma bola no tempo regulamentar.

A Taça da Praia, a segunda competição mais importante de Santiago Sul, conta com a participação de 22 equipas, dos quais 12 do primeiro escalão e dez do segundo escalão.

OM/AA

Inforpress/Fim 

20-02-2024 22:35

Cidade da Praia, 20 Fev (Inforpress) – A Plataforma “Sabi dreto” para facilitar acesso fácil dos atletas e outros intervenientes desportivos às informações sobre legalidade de medicamentos em Cabo Verde será lançada esta quarta-feira na Praia.

De acordo com um comunicado, a cerimonia de lançamento realiza-se no  âmbito do 7º aniversário da Organização Nacional de Antidopagem de Cabo Verde(ONAD-CV) e será presidido pelo ministro Adjunto do primeiro-ministro para a Juventude e Desporto, Carlos Monteiro, salientando  que este  é mais um passo em direção à promoção de um ambiente desportivo transparente e livre do doping em Cabo Verde.

"Sabi Dreto",  conforme a nota, é uma plataforma online de grande relevância, desenvolvida com o objetivo de fornecer aos atletas e outros intervenientes desportivos acesso rápido e fácil à informação sobre a legalidade de medicamentos em Cabo Verde no contexto do desporto.

A mesma fonte informa que com apenas um clique, os utilizadores poderão verificar se um determinado medicamento, legalmente reconhecido em Cabo Verde, é permitido ou proibido na esfera desportiva.

“Este lançamento representa um marco significativo no esforço contínuo para promover a integridade e a ética no desporto em Cabo Verde, considerando que através da disponibilização de informações claras e acessíveis, "Sabi Dreto" irá capacitar os atletas e os agentes desportivos a tomar decisões informadas sobre os medicamentos que consomem, contribuindo assim para a preservação da saúde e da integridade no desporto cabo-verdiano”, lê-se na nota.

A Organização Nacional Antidopagem de Cabo Verde (ONAD-CV) é um instituto público de regime especial, com a natureza de serviço personalizado do Estado.

Dotado de personalidade coletiva pública e de inerente autonomia administrativa, financeira e patrimonial, com funções no controlo e na luta contra a dopagem no desporto, nomeadamente enquanto entidade responsável pela adoção de regras com vista a iniciar, implementar ou aplicar qualquer fase do procedimento de controlo de dopagem.

Tem como missão assegurar que o desporto em Cabo Verde seja livre de dopagem, impulsionando ativamente a licitude, a igualdade e a saúde nas competições, disseminando, ao mesmo tempo, a ética e os valores do jogo limpo em todas as manifestações desportivas e consolidar a consciência antidopagem e defender, no âmbito nacional, o direito fundamental de todos os atletas de participar numa competição livre de quaisquer formas de dopagem.
 
CM/JMV
Inforpress/Fim

20-02-2024 21:13

Santa Maria, Sal, 20 Fev. (Inforpress) – O jovem velejador cabo-verdiano Wesley Brito, detentor do título mundial de wing-foil, foi surpreendido hoje pelo francês Axel Gerard na luta pelas quartas-de-final do I Circuito Mundial, realizado em Ponta Preta.

A eliminação precoce de Wesley Brito provocou muita contestação do atleta, da seu “staf” e sponsor junto do corpo do jurado por entenderem que não houve uma correcta contagem dos pontos, mas certo é que depois de analisado, o voto favorável de um único júri em nada fez a organização mudar o resultado oficializado.

Ouvido pela Inforpress, Brito admitiu que não foi o resultado que esperava e que acabou por perder para o francês, mas que deu o seu máximo, ainda que tenha sido insuficiente para passar à fase seguinte.

“Agora o objectivo é treinar, treinar para a próxima competição. A dificuldade é que neste lugar surfo nas ondas de costas, diferente da concorrência que surfa de cara e isto foi mais difícil para mim e mais fácil para o adversário. Depois não tive muitos pontos como tinha pensado. Agora é partir para aproxima”, esclareceu.

Quanto ao protesto, disse que os membros do júri esperam sempre o máximo dele, porquanto ostenta o título de campeão do mundo, alegando que na prova fez todas as manobras a que lhe era exigida.
“Um dos motivos por que protestei é que não me senti valorizado ao longo da prova”, explicou Brito, convencido que fez tudo o que pretendia, arriscando muito e que surfou até ao limite.

Ainda assim, disse estar convicto que vá partir em vantagem para a próxima competição, no Brasil, por entender que ali compete-se de cara para ondas, o seu ponto forte.

 “O GWA Wing Foil World Tour enalteceu o nível de organização e dos atletas de kitesurf e wing-foil.
De acordo com Djô Silva, da Náutica Events Clube, organização do circuito Mundial de Ponta Preta, os  atletas,depois de estes dias de intensa  competitividade,  tanto de kitesurf como de wing-foil, terão quarta-feira, 21, livre, estando a quinta-feira, 22, reservada a sessão de demonstrações e realização de trabalho social num dos estabelecimento do ensino escolar de Santa Maria.

 

SR/JMV
Inforpress/Fim
 

20-02-2024 20:44

Santa Maria, Sal, 20 Fev (Inforpress) - A espanhola Elena Moreno inscreveu hoje o seu nome na lista da vencedora da primeira etapa do Circuito Mundial de Wing-foil’2024, realizada em Ponta Preta, Santa Maria, ao vencer na final a norte-americana Moona Whyte, campeã do mundo.

Ao somar 15:13 pontos, contra 13.36, a concorrente do Reino de Espanha não deixou dúvidas sobre o trunfo com que surpreendeu aquela que já é tida como a rainha das ondas, já que desde o primeiro dos três “heats” em que competiu só conheceu o sabor da vitória.

Primeiramente, Elena Moreno ganhou a série de três, em que teve como adversárias Sofia Marchetti, da Itália, e Moona Whyte, dos EUA, sendo que nas meias-finais eliminara a compatriota Nia Suardiaz.

À imprensa, Elena Moreno não se continha de alegria pela proeza alcançada, tendo afirmado que estava muito alegre porque foi uma vitória muito dura, obtida em condições climatéricas que exigiam que as atletas estivessem em posição de sentido e tomada de decisões muito rápidas.

“Na verdade, foi uma experiência incrível, um lugar maravilhoso. A gente está encantada de estar a competir neste lugar (Ponta Preta)”, referiu, manifestando a sua alegria por vencer num lugar onde toda a gente almeja ganhar.

“É uma sorte para nós iniciar o campeonato do Mundo neste local e espero continuar a melhorar as minhas performances ao longo do ano”, disse a vencedora da etapa de Ponta Preta 2024.

Já na luta pelo terceiro lugar, a espanhola Nia Surdiaz venceu Browien Van der Linden, dos Países Baixos.

De acordo com Djô Silva, da Nautica Events Nautics, organização do Circuito Mundial de Ponta Preta, os atletas, depois de estes dias de intensa competitividade, tanto de kitesurf como de wing-foil, terão quarta-feira, livre, estando quinta-feira reservada a sessão de demonstrações e realização de trabalho social num dos estabelecimentos do ensino escolar de Santa Maria.

 

SR/CP

Inforpress/Fim

20-02-2024 20:06

Santa Maria, 20 Fev. (Inforpress) – O velejador francês Maio Gueneló venceu esta tarde a I Etapa do Circuito Mundial de Wing-foil, em masculino, realizada em Ponta Preta, ao bater numa final renhida o espanhol Cash Berzolla por 16:20 pontos contra 15:95.

Em mais uma tarde de grande emoção, a prova foi realizada a partir dos oitavas-de-final, marcada por grandes vagas e ventos, mas que os velejadores “destemidos” desafiaram as condições adversas para mostrarem as suas habilidades.

O vencedor desta etapa esteve sob incógnita até aos últimos segundos, já que os dois concorrentes estavam determinados a conquistar Ponta Preta, uma vez que o campeão em título, o cabo-verdiano Wesley Brito, já tinha sido afastado da luta pelas quartas-de-final.

O pódio foi completado pelo sul-africano Nathan Van Vuuren, ao levar de vencida o holandês Finn Spencer.
Maio Genole expressou a sua alegria pela sua primeira vitória de sempre em Ponta Preta, logo mais no arranque do circuito mundial de 2024, por considerar que pode ser um prenúncio para um bom mundial, sustentando que representa muito, quando a prova foi realizada num mar que exigiu muito dos concorrentes.

“Já ganhei, é muito bom. Ganhei o campeão do Mundo, a primeira etapa”, referiu, todo sorridente e eufórico.

De acordo com Djô Silva, da organização deste mundial, os atletas, depois de estes dias de longacompetição, tanto de kitesurf como de wing-foil, terão descanso esta quarta-feira, estando a quinta-feira, 22, dedicada à sessão de demonstrações e trabalho social num dos estabelecimentos do ensino de Santa Maria.

 

SR/JMV
Inforpress/Fim

20-02-2024 16:08

Porto Novo, 20 Fev (Inforpress) – A escola de atletismo Junzim de Liza, na região do Porto Novo, em Santo Antão, recebeu hoje da sua congénere Athletisme Viseu Geneve (Suíça) um conjunto de material desportivo para crianças.

A direcção da escola Junzim de Liza, criada nos princípios de 2022, informou que se trata de 60 equipamentos de alta qualidade (calções e pop) para as crianças que frequentam esse espaço de iniciação e formação em atletismo.

A escola de atletismo Junzim de Liza é um projecto concebido pela sociedade civil, designadamente professores de educação física, praticantes e amantes desta modalidade, que têm apostado na formação de atletas para competições.

A formação constitui também uma das apostas da recém-criada Associação Regional de Atletismo em Santo Antão Sul, com sede na cidade do Porto Novo, conforme o presidente desta organização, Emanuel Santos. 

A Associação Regional de Atletismo em Santo Antão Sul pretende revigorar a modalidade nesta região desportiva com a aposta na formação, numa altura em que quase todos os atletas são veteranos, explicou.

JM/CP

Inforpress/Fim

20-02-2024 12:51

São Filipe, 20 Dez (Inforpress) – A segunda tranche do subsídio atribuído, anualmente, às equipas do primeiro e segundo escalões do município de São Filipe foi disponibilizada segunda-feira pela câmara municipal.

A primeira tranche, correspondente a 50 por cento (%), tinha sido disponibilizada no final de Dezembro de 2023 com o compromisso de a edilidade entregar a segunda parcela assim que as equipas apresentassem os justificativos.

O município de São Filipe conta com 12 equipas federadas e que participam nas provas regionais dos dois escalões, representando mais de metade dos clubes da ilha do Fogo.

No primeiro escalão estão seis equipas, nomeadamente Académica, Botafogo, Juventude, Juventus de Curral Grande, Valência e Vulcânico e outras tantas no segundo escalão, ABC de Patim, Atlântico, Brasilim, Luzabril, União de São Lourenço e Spartak.

Ao todo o valor de subsídio ascende a um milhão de escudos, sendo 600 mil escudos para as equipas do primeiro escalão, 450 para as do segundo escalão e 150 mil escudos para a Associação Regional de Futebol do Fogo.

Na segunda-feira, 19, o vereador do Desporto, João José Canuto, procedeu à entrega de 50 mil escudos, correspondente a 50% do valor global, às equipas do primeiro escalão, nomeadamente Académica, Botafogo, Juventude, Juventus de Curral Grande, Valência e Vulcânico e 37.500 escudos às equipas do segundo escalão, nomeadamente ABC de Patim, Brasilim, Luzabril, União de São Lourenço e Spartak e 75 mil escudos à Associação Regional de Futebol.

O subsídio é atribuído anualmente aos clubes e à associação, com o objectivo de apoiar e ajudar os clubes a fazer face às despesas da época desportiva.

Aquando da entrega da primeira tranche o vereador do Desporto assegurou que em relação às escolas de iniciação desportiva, num total de oito, sendo seis na cidade de São Filipe e duas no interior, a câmara não vai atribuir subsídio financeiro.

Isto, justificou, para evitar que o montante seja aplicado no futebol sénior, tendo solicitado uma lista das necessidades em materiais que serão adquiridos e distribuídos às escolas com apoio da Rede das Escolas de Futebol.

A nível desportivo, o vereador avançou que a placa desportiva de Jardim/Batente está na fase final e que as obras de reabilitação de placas, como a de Cabeça do Monte e Campanas de Baixo, as obras vão arrancar dentro de dias, assim como a de Belcthes e Monte Tabor, que aguardam apenas o relatório do concurso para adjudicação e início da construção das mesmas.

JR/AA

Inforpress/Fim

Exibindo 1 para 12 de 60