Ilha do Sal: Consulado Honorário de Portugal e Colégio Letrinhas abrem exposição “Nas Ondas do Tempo” para celebrar Dia de Portugal

10-06-2024 14:53

Santa Maria, 10 Jun (Inforpress) - O Consulado Honorário de Portugal e o Colégio Letrinhas na ilha do Sal abriram hoje a exposição “Nas Ondas do Tempo” dos artistas plásticos Tutu Sousa e David Monteiro para celebrar o Dia de Portugal e de Camões.

A exposição, que se encontra patente no hall de entrada do hotel Odjo D’água em Santa Maria, é fruto de um desafio lançado ao pintor plástico Tutu Sousa e ao estreante nesta vertente David Monteiro, um outro pintor que se tem dedicado, sobretudo, aos murais.

Conforme a Cônsul Honorária na ilha e administradora do Colégio, Sílvia Sousa, a exposição é uma simbiose entre a realidade da cultura portuguesa e a cabo-verdiana, para também celebrar os 500 anos de Camões.

“A exposição nos traz uma obra que imortalizou os portugueses em termos de exploração, de conquistas, mas não nos traz apenas a referência da cultura portuguesa, traz-nos referência a muito mais do que isso”, explicou.

“Faz também uma referência a outros heróis que nos remetem para as relações históricas e culturais que existem entre Portugal e Cabo Verde”, continuou.

Portanto, continuou, esta é uma forma de as comunidades portuguesas na diáspora reflectirem sobre a cultura portuguesa, tendo como ponto de partida a cultura cabo-verdiana”, exactamente pelas relações que existem entre os dois países.

Sílvia Sousa sublinhou ainda que as relações entre Portugal e Cabo Verde “são excelentes e as relações históricas se aproximam ainda mais”, pelo que concluiu dizendo que é um dia em que todos, em conjunto, “celebram Camões, a língua e Portugal”.

Para o artista plástico Tutu Sousa, as suas telas retratam “um pouco da cultura portuguesa ligada mais à literatura, desde Camões, Fernando Pessoa e Eça de Queiroz”.

“Também trago um bocadinho da música portuguesa, que é o fado, portanto, como um contributo que vamos dar hoje para comemorar o Dia de Camões de Portugal e das Comunidades”, sublinhou.

Tutu Sousa, que brevemente vai fazer a sua primeira exposição individual no território árabe, no Dubai, destacou que tem vários projectos ainda em carteira, acreditando que vão dar um “novo impulso ao seu trabalho”.

Já para o estreante em telas, David Monteiro, esse era um desafio no qual já vinha pensando e que agora ao mostrar o seu trabalho para a comunidade vai continuar neste caminho.

“Resolvi contar uma história, viajar um bocadinho no tempo, tal e qual diz o tema da exposição que é nas ondas do tempo, tendo o mar como minha fonte de inspiração, viajando no tempo a Camões, percebendo a literatura poética e o português que nos liga”, contou.

O mesmo traz nas suas telas, Amílcar Cabral, num gesto de homenagem ao seu centenário, sempre “viajando pelas comunidades portuguesas e trazendo um bocadinho das características de cada sítio”.

A exposição fica patente ao público até ao dia 12 de Junho na cidade de Santa Maria e conta com 12 quadros dos artistas Tutu Sousa e David Monteiro, todos trabalhados, conforme os mesmos, “com muito carinho e estudo” para celebrar o dia de Portugal, de Camões e das Comunidades.

NA/ZS

Inforpress/Fim

Notícias Recentes


13-06-2024 17:11
13-06-2024 16:59
13-06-2024 16:46
13-06-2024 16:42
13-06-2024 16:45