CEDEAO lança plataforma para facilitar e melhorar a integração dos imigrantes em Cabo Verde

10-06-2024 14:02

Cidade da Praia, 10 Jun (Inforpress) –A Comunidade Económica dos Estados da África Ocidental (CEDEAO) lançou hoje, na cidade da Praia, uma plataforma que visa facilitar e melhorar a integração dos imigrantes em Cabo Verde, para uma “maior integração regional”.

Denominada Plataforma Nacional da Cooperação Transfronteiriça em Cabo Verde - Programa de Apoio à Cooperação Transfronteiriça da CEDEAO (ECBCSP) - 2023-2027, o acto foi presidido pelo director de Livre Circulação de Pessoas e de Migração da CEDEAO, Albert Siaw Boateng e pela coordenadora da Célula Nacional da CEDEAO em Cabo Verde, Isa Morais.

Esta que realçou, na ocasião, a importância desta plataforma e explicou que a ideia é dotar o país com capacidade de identificar projectos concretos que terão um impacto positivo na vida dos cidadãos da comunidade em Cabo Verde  

“Na verdade, é um comitê de pilotagem que vai monitorizar todos os projectos que serão submetidos à CEDEAO para financiamento no âmbito da livre circulação de pessoas e migrações”, precisou.

O instrumento não só proporcionará os meios necessários para delinear e executar projectos de desenvolvimento eficazes, como também permitirá uma avaliação contínua das necessidades emergentes e das oportunidades de melhoria, garantindo que as mesmas sejam adaptadas de forma dinâmicas as realidades do país, envolvendo diferentes sectores e assegurando uma abordagem inclusiva e colaborativa.

“Neste sentido vai ser assinado um protocolo entre a comissão da CEDEAO e a plataforma nacional onde serão definidas as obrigações e as responsabilidades de ambas as partes”, disse a coordenadora, que avançou que após a assinatura do acordo os projectos nacionais vão ter financiamento.

Neste âmbito, o projecto “Fortalecendo Oportunidades e Fomentando a Integração: Permanência Regular, Atividade Económica e Participação Social de imigrantes de países da CEDEAO em Cabo Verde”, levado a cabo Alta Autoridade para a Imigração (AAI), vai ser implementado

Por seu turno, o director de Livre Circulação de Pessoas e de Migração da CEDEAO, Albert Siaw Boateng, adiantou que a plataforma nacional em Cabo Verde vai identificar projectos concretos a serem implementados tendo como foco melhor a integração dos imigrantes nas ilhas.

Segundo explicou, a primeira fase do lançamento da plataforma contemplou nove países e a segunda irá beneficiar Cabo Verde, Libéria e Serra Leoa, que irão receber cada um 100 mil dólar dos doadores da CEDEAO.

"Queremos que os resultados tenham visibilidade não só na CEDEAO mas também em Cabo Verde”, precisou o director, que se mostrou confiante de que o país vai implementar o projeto em um curto espaço de tempo.

O Programa de Cooperação Transfronteiriça da CEDEAO (ECBCSP) 2023 – 2027, é um programa de desenvolvimento multissetorial que envolve as comunidades locais para promover o desenvolvimento socioeconómico, fomentar a paz e a segurança e gerir a migração na região.

A mesma, apoia especificamente na implementação de iniciativas e projectos de desenvolvimento comunitário que abordam as causas profundas da pobreza, da migração irregular, da instabilidade e da insegurança nos estados membros da CEDEAO.

Em 2023, Cabo Verde submeteu à CEDEAO o projecto “Fortalecendo oportunidades e fomentando a integração: Permanência regular, actividade económica e participação social de imigrantes de países da CEDEAO em Cabo Verde”, através da Alta Autoridade para a Imigração (AAI), no valor de 82 mil dólares.

AV/AA

Inforpress/Fim

 

Notícias Recentes


13-06-2024 17:11
13-06-2024 17:40
13-06-2024 16:59
13-06-2024 16:46
13-06-2024 16:42