Vice-PM garante que o Governo está a fazer de tudo para manter a empresa Atunlo em Cabo Verde

04-03-2024 21:26

Cidade da Praia, 04 Mar (Inforpress) – O Vice-primeiro-ministro e ministro das Finanças, Olavo Correia, garantiu hoje que naquilo que depender do Governo tudo será feito para manter a empresa conserveira espanhola Atunlo em Cabo Verde.

Instalada na ilha de São Vicente, a empresa vem passando por situações difíceis com trabalhadores com contrato suspenso e salários em atraso, devido às dificuldades financeiras.

Confrontado com a situação na tarde desta segunda-feira, Olavo Correia,  que é também ministro do Fomento Empresarial, explicou que o Governo está a fazer de tudo para não só manter a empresa a operar, mas também a crescer e a aumentar o seu investimento no país.

“É uma questão de fiscalidade, de custos fixos da empresa? Bom isso, obviamente, caberá à empresa explicar. Aquilo que eu posso garantir é que nós, enquanto Governo, naquilo que depender de nós, nós o ministro do Mar e eu próprio, como ministro das Finanças, temos estado a trabalhar nisso e tudo faremos para manter a empresa em Cabo Verde”, disse.

“E estamos a trabalhar todos os dias com a Atunlo na parte que diz respeito ao Governo, porque o projecto é privado, nós não temos a visibilidade de tudo aquilo que está acontecendo no perímetro dos sócios e dos acionistas”, explicou.

No dia 01 de Fevereiro cerca de 100 trabalhadoras da fábrica Atunlo, em São Vicente, exigiram o pagamento dos salários do mês de Janeiro após a direcção da fábrica anunciar indisponibilidade financeira de pagar os ordenados na sua totalidade, quando a proposta da direcção da empresa era de pagar 50% dos salário de Janeiro.

MJB/JMV
Inforpress/fim 
 

Notícias Recentes


17-06-2024 10:59
17-06-2024 10:42
17-06-2024 10:30
17-06-2024 10:27
17-06-2024 8:38