Tarrafal: Equipa médica chinesa em Cabo Verde realiza última actividade antes de encerrar a sua missão no país

02-03-2024 19:30

Tarrafal, 02 Mar (Inforpress) – A 20ª equipa médica chinesa em Cabo Verde realizou hoje consultas gratuitas e entrega de materiais hospitalares no município do Tarrafal, acção esta que encerra o ciclo de actividades realizadas no país desde 2022.

Lan Yunping, médica Intensivista e chefe da equipa explicou à Inforpress que o objectivo da equipa tem sido proporcionar saúde para o povo cabo-verdiano e fortalecer o intercâmbio amigável entre China e Cabo Verde, ressaltando que as intervenções em Cabo Verde vão além dos hospitais.

Hoje, segundo esta responsável, no município do Tarrafal, interior da ilha de Santiago atenderam mais de 60 pacientes em diversas especialidades, nomeadamente Medicina Interna, Gineco-obstetrícia, Anestesiologia e Dor, Cirurgia Geral, Neurocirurgia e Medicina Tradicional Chinesa (MTC) e Acupunctura e também fizeram a entrega de alguns materiais ao Centro de Saúde, como desinfectante, seringas, máscaras cirúrgicas, máscaras N95, roupas de protecção, entre outros.

A 20ª equipa médica chinesa em Cabo Verde iniciou em Setembro de 2022 e Lan Yunping informou que realizaram 15 missões médicas, oferecendo consultas gratuitas e equipamentos, beneficiando as ilhas de São Vicente, Boa Vista, Sal e hoje finalizaram no Tarrafal.

No município do Tarrafal, explicou que esta foi a primeira vez e o motivo que levou a equipa a chegar a esta comunidade é que constataram que o município possui as suas potencialidades, mas que “devido ao difícil acesso e à escassez de recursos médicos, a segurança da saúde dos cidadãos é uma preocupação”.

Em Abril de 2024 a responsável informou que vão regressar à China após completar a missão médica, mas garantiu que “a nova equipa médica chinesa continuará a prestar serviços médicos e de saúde em várias ilhas de Cabo Verde”.

Questionada sobre as dificuldades constatadas na área da saúde pela equipa, Lan Yunping apontou que a principal dificuldade é a “falta de recursos médicos e a falta de gestão padronizada de doenças crónicas (como hipertensão e diabetes) entre as pessoas”, que segundo a mesma precisa de ser melhorada.

Sobre o balanço do ano e meio de trabalho no país, a médica responsável considera que a equipa “honrou os seus compromissos” tendo conseguido, além de fornecer consultas, orientações e medicamentos, identificar algumas necessidades de tratamento e contribuir para fortalecer a amizade entre a China e Cabo Verde.

MC/HF

Inforpress/Fim

Notícias Recentes


20-06-2024 14:52
20-06-2024 14:45
20-06-2024 14:42
20-06-2024 14:40
20-06-2024 14:33