São Vicente/Bombeiros: Vereador assegura que já fez a sua parte e espera a materialização das acções

01-02-2024 18:47

Mindelo, 01 Fev (Inforpress) - O vereador do pelouro de Protecção Civil e Bombeiros da Câmara Municipal de São Vicente garantiu que já fez a sua parte para melhoria das condições de trabalho dos Bombeiros e aguarda a materialização das acções.

Anilton Andrade reagia desta forma ao anúncio de manifestação dos Bombeiros Municipais de São Vicente a partir de 08 de Fevereiro, seguida de uma greve de seis dias, por alegado incumprimento da câmara municipal dos acordos assinados para melhoria das condições laborais da classe, tal como explicou o representante do Siacsa na segunda-feira, 31 de Janeiro, em conferência de imprensa

O autarca começou por dizer que não há nenhuma instituição ou sindicato “com maior interesse e vontade” em resolver os problemas dos bombeiros quanto ele, por várias razões.

Em nota de imprensa explicou que, em relação a ameaça de greve comunicado pelo sindicato, estiveram à mesa de negociações juntamente com a Direcção do Trabalho, no passado dia 30 de Dezembro, há um mês, e conseguiram chegar a um consenso em “todos os pontos” do caderno reivindicativo do Siacsa, que vêm de vários anos e mandatos anteriores.

“Portanto, eu fiz a minha parte e todos estamos à espera da materialização das acções, que não se tratam de promessas, mas, sim, de coisas que passam por outros decisores e que estão dando as devidas respostas”, lançou Anilton Andrade.

Quanto à introdução de mais uma refeição no turno com início à meia-noite, só será possível, segundo a mesma fonte, com a implementação da confecção de alimentos na cozinha do quartel, projecto esse que se espera materializar em “breve”.

“Como deve imaginar, é difícil encontrar um local disponível e aberto, para confeccionar cinco refeições no período compreendido entre às 00:00 até às 06 da manhã”, justificou.

Sobre a inspeção técnica das viaturas, a mesma fonte alegou que estavam à espera de algumas peças, do exterior, para apresentar essas viaturas às Inspecções Técnicas Automóveis de Cabo Verde (ITAC), processo, asseverou, já iniciado e que poderia ser comprovado no contacto com serviços responsáveis.

Relativamente ao aumento do subsídio de risco, Anilton Andrade disse que está também no acordo e deve ser cumprido, tendo em conta a garantia dada pelo presidente da Câmara Municipal de São Vicente, responsável por gerir as finanças da edilidade e autorizar os pagamentos.

“Os bombeiros e os sindicatos sabem que hoje as condições de trabalho são as melhores em todos os sentidos, temos melhores instalações e humanização na Unidade de Bombeiros, um corpo de comando altamente empenhado, bem como parceiros institucionais engajados, os quais, muito nos têm ajudado”, rematou.

Mesmo assim, advogou, há aspectos que “devem ser melhorados” e estão a ser discutidos em espaço próprio.

“O que não nos falta é vontade de fazer o melhor e humildade para permitir receber as melhores contribuições e orientações que se revestem em ideias construtivas”, concretizou Anilton Andrade.

LN/JMV

Inforpress/Fim

Notícias Recentes


17-06-2024 8:38
17-06-2024 8:07
17-06-2024 7:47
16-06-2024 19:33
16-06-2024 16:12