São Vicente: Ocupantes da piroga encontrada hoje tinham intenção de chegar à Espanha – pescador

06-03-2024 13:46

Mindelo, 06 Mar (Inforpress) – O pescador que foi a primeira pessoa a ter contacto com os ocupantes da piroga encontrada hoje, no norte da Baía das Gatas, disse que foi questionado pelos estrangeiros se teriam chegado à Espanha.

José da Rosa, que foi entrevistado pela Inforpress no local, é residente em Salamansa, mas costuma dar o seu passeio matinal pela praia denominada “Quitinha”, lugar exacto da chegada da embarcação, contou que avistou o barco por volta das 06:00 e foi verificar mais de perto.

Ao chegar ao local, continuou, deparou-se com 11 pessoas e, da pequena conversa que teve com estes, entendeu que perguntavam se tinham chegado à Espanha.

“Mas, eu disse para eles que na verdade estavam em Baía das Gatas”, sublinhou, afiançando que estes tinham chegado ainda com o motor da embarcação a funcionar e depois desceram para fazer orações com os joelhos na areia.

José da Rosa asseverou que ele próprio os recomendou a caminharem para junto de casas para serem melhores informados e garantiu que todos os ocupantes pareciam “aparentemente bem”, tanto que nenhum teve dificuldade de caminhar pelos próprios pés.

O estado de saúde também foi confirmado à Inforpress pelo vereador de Protecção Civil, Anilton Andrade, que adiantou terem sido todos submetidos a uma triagem médica no local e depois alojados no Centro de Estágio do Mindelo.

Segundo a mesma fonte, a embarcação saiu há três dias da Mauritânia, mas, os ocupantes são de nacionalidade maliana e têm idade compreendida entre os 16 e os 26 anos.

Neste momento, há equipas apeadas a fazer busca para ver a possibilidade de mais sobreviventes e ainda a Guarda Costeira faz patrulhas no mar, já que, segundo informações dos sobreviventes, há uma outra embarcação a caminho, afiançou Anilton Andrade.

Esta é a segunda piroga a dar à costa em São Vicente num espaço de quatro dias.

Outra embarcação do tipo artesanal foi encontrada no domingo, 03, na localidade piscatória de Calhau, e tinha a bordo cinco cadáveres, quatro pessoas vivas, e ainda mais uma pessoa foi encontrada na encosta já "bem debilitada" e faleceu horas depois no Hospital Baptista de Sousa.

Os quatro restantes sobreviventes, de acordo com informações médicas, estão neste momento estáveis e já deixaram o hospital.

LN/AA

Inforpress/Fim

Notícias Recentes


21-06-2024 22:18
21-06-2024 20:26
21-06-2024 20:23
21-06-2024 20:12
21-06-2024 19:35