São Vicente: Esteticista cria projecto e percorre as ilhas para formar e ajudar mulheres a ter nova profissão

24-02-2024 16:30

Mindelo, 24 Fev (Inforpress) - A esteticista sanvicentina Mónica da Luz, de 37 anos, residente no Sal, criou um projecto de formação e viaja pelas ilhas de Cabo Verde a ministrar cursos de estética para ajudar mulheres a ter uma nova profissão.

Formada em estética pela Harmony Cursos,  no Ceará, Brasil, Mónica da Luz, que tem mais de 15 anos de experiência no ramo, entregou hoje certificados a mais 15 mulheres em São Vicente.

Isto graças a uma parceria entre o seu projecto de formação, a Organização das Mulheres de Cabo Verde (OMCV) e a Innovation and Enterprise Support (IES), uma incubadora de empresas e consultoria empresarial que apoia empreendedores e potenciais empreendedores para que eles possam desenvolver ideias inovadoras e transformá-las em empreendimentos de sucesso.

“A formação é dirigida a pessoas que já trabalham na área da estética, até porque a única exigência é que as pessoas saibam ler e escrever para poderem entender o que estamos a transmitir. O objectivo do meu projecto é formar mulheres e fazê-las ter uma nova profissão”, explicou a esteticista.

O curso tem como objetivo qualificar e actualizar participantes sobre os aspectos preventivos e reparadores em tratamentos faciais, corporais, através de abordagem multidisciplinar e contribuir para a valorização dos profissionais da área, indicando uma nova visão do trabalho relativa ao cuidado, prevenção, bem-estar e saúde.

No seu decorrer, os participantes recebem uma formação intensiva nas técnicas de manicure, pedicure, atendimento a clientes, higiene, noções de como abrir um negócio e ainda uma parte prática em que as formandas trabalham com modelos ou cobaias para que possam sair do curso já prontas para trabalhar com clientes.

Mónica, que é filha de uma professora, diz que herdou da mãe o gosto de ensinar, por isso vê neste projecto uma forma de realização pessoal.

“O meu projecto tem a ver com o cumprimento de uma realização pessoal e é tipo uma aventura porque saio para as ilhas a ministrar formação. Sempre gostei de ensinar pessoas porque sou filha de uma professora e quis fazer uma coisa que me deixasse feliz e o que me deixa muito realizada é ensinar as pessoas. Sinto-me bem em ajudar outras pessoas. Sinto uma estabilidade emocional a fazer isso”, declarou a mesma fonte.

Segundo a mesma fonte, o projecto de formação começou na ilha do Sal, onde dirige uma empresa de beleza e bem-estar, depois expandiu-se para Boa Vista. Também já ministrou formações em Santo Antão e São Vicente e pretende seguir agora para São Nicolau e de novo para Boa Vista.

“Há outras pessoas que já estão na área que recebem a formação para aprender mais e ter o certificado, mas também há quem esteja a começar do zero e que sai daqui a trabalhar. Por onde eu tenho passado vejo meninas que antes não sabiam nada de estética e que já estão com as suas páginas criadas nas redes sociais, a trabalhar nessa área e a tirar algum rendimento. Há outras que fizeram a formação e que conseguiram aumentar os seus clientes”, acrescentou Mónica da Luz.

Para a esteticista “o pagamento maior que tem recebido é o sucesso dessas mulheres”, pelo que pretende voltar ao estrangeiro para renovar os certificados e depois regressar ao País para levar o seu projecto a todas as ilhas de Cabo Verde.

CD/JMV
Inforpress/Fim 
 

Notícias Recentes


15-06-2024 22:18
15-06-2024 22:13
15-06-2024 21:40
15-06-2024 22:01
15-06-2024 21:52