São Vicente: Delegada da OMCV apela à solidariedade para obras no jardim social alvo de roubo

26-02-2024 18:03

Mindelo, 26 Fev (Inforpress) – A delegada da Organização das Mulheres de Cabo Verde (OMCV) em São Vicente apelou hoje à solidariedade de pessoas e empresas para concluir as obras do Jardim Arco Íris, alvo de roubo na manhã de hoje.

Fátima Balbina, que se mostrou indignada pelo acto perpetrado pelos meliantes, informou à Inforpress que como resultado do roubo, o jardim de infância, situado na zona de Bela Vista, ficou sem panelas, sem géneros alimentícios e ainda 11 mil escudos que deveriam servir para um convívio.

Mas, grave, segundo a mesma fonte, é o facto de não terem conseguido abrir o estabelecimento de cariz "muito social" e que acolhe 60 crianças oriundas de famílias desfavorecidas.

"Não é a primeira vez que isto acontecesse, mas, acho inadmissível alguém roubar um estabelecimento que serve a tantas pessoas que precisam", lançou.

A delegada da OMCV assegurou que a acção dos ladrões foi facilitada por o jardim de infância estar em obras, que ainda não foram concluídas por falta de algum financiamento.

Daí, o apelo para pessoas singulares e empresas de construção apoiarem a organização nas obras deste edifício que funciona desde os anos 80 e agora está a ser ampliado para conseguir receber mais crianças.

Fátima Balbina considerou que a união de forças mostra-se "muito importante" porque a OMCV sozinha não consegue fazer tudo e caso continuarem com os roubos, pode ditar o encerramento do espaço.

"Fechar o espaço seria muito mau, porque são diversas famílias que dependem dele e, por outro lado, forçaria três pessoas a irem para o desemprego", explicou a mesma fonte, referindo-se aos funcionários, duas monitoras e uma auxiliar de cozinha.

Por agora, acrescentou, a OMCV está a fazer as diligências para adquirir algum género alimentício para reabrir o jardim de infância e continuar o trabalho com as crianças dos 03 aos 06 anos.

Neste sentido, disse Fátima Balbina, já entraram em contacto com a Ficase para o fornecimento de outras panelas, uma vez que as duas que tinham foram roubadas.

Mas, estes utensílios só deverão ser disponibilizados quando obtiverem o auto de notícia do roubo junto da Polícia Nacional, que já está a par do ocorrido.

LN/HF

Inforpress/Fim

Notícias Recentes


20-06-2024 8:09
20-06-2024 8:02
20-06-2024 7:55
19-06-2024 22:59
19-06-2024 22:48