São Vicente: Associação Estrelas de Cabo Verde crítica pouca adesão de pessoas aos concursos de danças tradicionais

03-04-2024 18:18

Mindelo, 03 Abr (Inforpress) - O presidente da Associação de Dança Estrelas de Cabo Verde disse que há cada vez menos pessoas nos concursos de danças tradicionais, pelo que pediu empenho das entidades culturais para preservar e passar a tradição às gerações futuras.

Natal Maurício falava à Inforpress a propósito da 9ª edição do concurso de danças tradicionais organizado pela Associação de Dança Estrelas de Cabo Verde e Sorriso da Criança que arranca no domingo, no Centro Cultural do Mindelo, em São Vicente.

“Contrariamente ao que acontecia em São Vicente, agora as pessoas estão a perder a tradição de praticar danças típicas de Cabo Verde. Algumas por causa da idade, outras morreram e os mais jovens tem ido para as outras ilhas, principalmente para dançar nos hotéis ou para o estrangeiro à procura de emprego”, explicou Natal Maurício.

Segundo o responsável, prova disso é que nesta 9ª edição do concurso a associação teve dificuldades na inscrição de pessoas para participar.

“Costumávamos ter entre sete a oito pares a disputar no concurso, mas nesta edição tivemos dificuldades porque os homens não queriam participar. Quando é assim temos que tomar decisões e ficamos somente com quatro”, argumentou, acrescentando que a organização também teve que mudar o conceito do concurso para encaixar-se à situação actual.

“Desta vez, mudamos o conceito um pouco para atrair a participação de pessoas porque muitas foram para as ilhas do Sal e Boa Vista. E actualmente há muita gente que não sabe ou não consegue dançar alguns estilos tradicionais. Por isso, em vez de ter cinco estilos, nesta edição exigimos a cada casal concorrente três estilos tradicionais obrigatórios, à sua escolha, e um internacional também à sua escolha”, clarificou.

Segundo a mesma fonte, antigamente havia muita gente que gostava e praticava danças tradicionais na ilha de São Vicente, mas agora a Associação de Dança Estrelas de Cabo Verde é dos poucos que tem feito uma aposta na formação e divulgação desses marcos importantes da cultura cabo-verdiana.

“Nós temos feito uma aposta na formação, através da nossa escola Sorriso da Criança que trabalha com cerca de 20 crianças. É graças a essa vertente de formação que a nossa associação, criada em 1988, está viva porque a partir dos 13 anos as crianças seguem para um novo escalão, com pessoas mais adultas e continuam na dança”, arrematou.

A 9ª edição do concurso de danças tradicionais, organizada pela Associação de Dança Estrelas de Cabo Verde e Sorriso da Criança, pretende celebrar duas datas, sendo o 145o aniversário da cidade do Mindelo, comemorada a 14 de Abril, e o Dia Mundial da Dança, que se celebra a 29 do mesmo mês.

CD/JMV
Inforpress/Fim

Notícias Recentes


19-04-2024 23:26
19-04-2024 22:50
19-04-2024 22:41
19-04-2024 22:36
19-04-2024 21:23