São Lourenço dos Órgãos: Fundação SimaJúlia aponta transporte, recursos financeiros e técnicos como maiores desafios

05-03-2024 14:22

João Teves, 05 Mar (Inforpress) – A presidente da Fundação SimaJúlia apontou hoje as dificuldades no transporte, falta de recursos financeiros e técnicos como os maiores desafios no cumprimento da missão. que é chegar a todos os idosos de São Lourenço do Órgãos.

Teresa Mascarenhas falava à imprensa à margem de um encontro com parceiros da fundação, sediada no município de São Lourenço dos Órgãos, para o balanço das actividades no ano 2023, os desafios encontrados no percurso, mas também para apresentação do plano de actividades para 2024.

No quadro dos desafios, apontou como sendo a maior dificuldade a questão dos transportes, justificando que os idosos residem em zonas dispersas e montanhosas e há dificuldade de transporte quando a Fundação organiza algum convívio ou intercâmbio com os idosos tem sido “o maior calcanhar de Aquiles”.

Igualmente, mencionou as dificuldades a nível de pessoal técnico, recursos financeiros e alguns outros aspectos, mas que segundo a mesma têm tentado driblar com o apoio dos parceiros locais, nacionais e internacionais.

Visto que a Fundação SimaJúlia não consegue chegar a todos os idosos em todas as localidades do município ao mesmo tempo, a dirigente avançou que têm apostado em voluntários nas próprias comunidades, que residem mais próximos dos idosos, como forma de lhes dar uma resposta “mais célere”
diante de dificuldades ou necessidades.

Aos voluntários comunitários, Teresa Mascarenhas realçou que a Fundação SimaJúlia trabalha no empoderamento dos mesmos, com formações, munindo-lhes de kits para o trabalho que desempenham e estes fazem o elo com as instituições parceiras quando os idosos necessitam de outros cuidados, além daquilo que conseguem prestar.

A dirigente realçou que este encontro tem como propósito não mostrar o trabalho que a fundação tem feito e pretende fazer, mas também para recolher subsídios dos parceiros locais de como ultrapassar os desafios e demonstrar a importância do “djunta-mon” (juntar as mãos, em português) para trabalhar em prol dos idosos do município.

Isto, continuou, tendo em conta o “grande número” de idosos existente, as zonas dispersas no município, o que exige intervenções concertadas e em complementaridade, reforçando que uma instituição sozinha não consegue dar resposta a essas demandas.

Sobre o plano de actividades para 2024, de entre várias que vão ser realizadas, destacou uma actividade programada para o dia 15 de Junho, com o intuito de comemorar o Dia Mundial de Conscientização sobre a Violência Contra a Pessoa Idosa.

Também para 26 de Julho, Dia dos Avós, a fundação pretende organizar uma actividade para “resgatar a relação” que existia entre os mais velhos e os mais jovens.

A “grande actividade” da Fundação SimaJúlia deve ocorrer no dia 01 de Outubro, Dia Internacional do Idoso, mas também o dia do aniversário da fundação, que está a organizar, juntamente da Paróquia de São Lourenço dos Órgãos, no sentido de instituir Santa Teresinha como a santa padroeira da fundação.

O presidente da Câmara Municipal de São Lourenço dos Órgãos, Carlos Vasconcelos, presente no encontro, reconheceu e enalteceu o papel que a fundação tem desempenhado em prol dos idosos no município e reforçou o compromisso de continuar a trabalhar em parceria para “mais e melhores” resultados. 

Criada a 10 de Outubro de 2018, a Fundação SimaJúlia é uma instituição de solidariedade social, sem fins lucrativos, criada sob o slogan “Fazer o bem sem olhar a quem”, instituída para homenagear e perpetuar o legado de Maria Júlia dos Reis Mascarenhas, filha ilustre do Município de São Lourenço dos Órgãos, que dedicou toda a sua vida às causas sociais, religiosa e sanitária.

MC/AA

Inforpress/Fim

Notícias Recentes


20-06-2024 8:09
20-06-2024 8:02
20-06-2024 7:55
19-06-2024 22:59
19-06-2024 22:48