Santiago Norte: MpD acusa PAICV de “falhar” na política de mobilização de água

13-02-2024 13:41

Cidade da Praia, 13 Fev (Inforpress) – O Movimento para a Democracia (MpD-poder) afirmou hoje que os agricultores da bacia hidrográfica da Ribeira Seca vivem hoje essa situação de penúria de água devido à política “falhada” do PAICV durante os 15 anos de governação.

A acusação foi feita pelo deputado nacional e membro da Comissão Política Regional de Santiago Norte David Gomes em reacção às afirmações do Partido Africano da Independência de Cabo Verde que denunciou que mais de 80 agricultores desta localidade estão sem água para rega e consumo há cerca de dois meses.

Para este responsável, o PAICV “não tem lição a dar muito menos moral para falar” da situação de penúria de água para a agricultura e consumo na Ribeira Seca, nem do abandono da actividade agropecuária na ilha de Santiago, já que é “o principal responsável” pela situação em que vivem essas pessoas.

“A falta de água para agricultura na bacia hidrográfica da Ribeira Seca e em Santiago Norte, não é fruto do acaso, mas sim, resultado de uma política de mobilização de água para agricultura falhada, promovida pelo PAICV durante 15 anos da sua governação”, apontou.

O deputado acusou ainda o PAICV de gastar 44 milhões de contos em política falhada de agronegócio, sendo que 5 milhões foram destinados para a construção de barragens, num país de clima seco como Cabo Verde, em que a chuva é escassa.

Em vez de transformar a agricultura numa actividade sustentável e resiliente, capaz de promover o emprego, o rendimento e a melhoria da qualidade de vida de homens e mulheres do campo, considerou que a política implementada contribuiu para a saída de 40 mil habitantes do campo para a cidade à procura de uma vida melhor.

Por outro lado, avançou que o PAICV transformou Santiago Norte na região com maior bolsa de pobreza a nível nacional, com piores indicadores económico e social do país, e repulsiva, visto que tem perdido grande parte da sua população, para outros concelhos como Sal, Boa Vista, concelho da Praia e o exterior do país.

David Gomes considerou ainda que o PAICV é um partido “desatento”, sendo que continua a atacar o Governo, num momento em que este já iniciou com as obras de instalação do maior projecto de mobilização de água para agricultura do país, situado na localidade de Moia Moia, São Domingos e Achada Ponta Santa Cruz.

Este projecto, segundo afirmou, irá revolucionar o sector agrário em Cabo Verde, mobilizando água para rega, através da dessalinização da água do mar através da energia renovável.

“No caso da dessalinizadora de Achada Ponta, esta vai disponibilizar água aos agricultores do concelho de Santa Cruz, principalmente os da bacia hidrográfica da Ribeira Seca, bem como os de São Lourenço dos órgãos.”, precisou.

Segundo explicou, trata-se do maior projecto de mobilização de água para agricultura, alguma vez visto no país sendo que irá mobilizar 10.850 m3 de água por dia, irrigando uma área de 1200 hectares de terreno, criar 19.200 empregos nos referidos municípios e transformar a agricultura numa actividade moderna, resiliente e sustentável.

AV/ZS

Inforpress/Fim

Notícias Recentes


15-06-2024 22:18
15-06-2024 22:13
15-06-2024 21:40
15-06-2024 22:01
15-06-2024 21:52