Projectos da Cabo Verde Digital de empreendedorismo de base digital tecnológica engloba universitários e formações técnicas - governante

26-02-2024 19:29

 
Cidade da Praia, 26 fev (Inforpress) - O secretário de Estado para a Economia Digital disse hoje que os projectos de formação da Cabo Verde Digital de empreendedorismo de base digital tecnológica não são apenas para jovens universitários, mas também para os que decidirem seguir formações técnicas.

Pedro Lopes fez esta afirmação em declarações à imprensa, no âmbito da abertura oficial do primeiro curso em “Fundamentos do Design e Implementação de Redes de Computadores” promovido pela Uni-CV, em colaboração com a Internet Society (ISOC) e a Cabo Verde Digital.

Considerou esta parceria como “extraordinário”, o governante afirmou que que irá permitir concretizar talentos e trazer capacidade de formação para o país, avançando que o projecto, com a Internet Society (ISOC), vai beneficiar cem jovens por ano, sendo que desta feita 25 foram beneficiados.

“O programa que temos no âmbito da pró-empresa, implementado através da Cabo Verde Digital, vai ser executado não só com a Uni-CV, mas com várias outras universidades”, acrescentou, frisando que as universidades são os “berços de talentos”.

Por sua vez, o pró-reitor para área das tecnologias, inovação e dados da uni-CV, Celestino Barros, avançou que o curso “Fundamentos do Design e Implementação de Redes de Computadores” é da Internet Society e que visa capacitar os estudantes universitários com competência que não cabe num plano curricular.

“A nossa ideia é complementar as aulas administradas no contexto de rede de computadores. O curso está delineando para albergar cem estudantes, mas nesse primeiro, selecionamos 23”, frisou, salientando que terá uma duração de seis semanas e quarenta horas.

Ainda Celestino Barros, esta formação permitirá à Uni-CV suprir as demandas, uma vez que disponibiliza valências, conhecimentos e conteúdos que permitem capacitar, fazendo com que os “estudantes estejam mais bem preparados para enfrentarem o mercado de trabalho”.

Defendeu ainda que a rede é fundamental para as organizações e que essas competências constituem valência importante para quando os estudantes terminarem a sua formação.

“O foco do curso é ajudar os estudantes a conhecer tipos de rede existentes, saber como criar pequenas redes lanche, saber desenhá-las, ver que segurança deve ser implementada nesse modelo e que protocolo usar nessas redes”, salientou.

Ressaltou que a Uni-CV está a investir muito forte na área da tecnologia, apresentando vários cursos, nesta área para, capacitar recursos humanos.

Face à grande demanda por profissionais altamente qualificados e com domínio de tecnologias de internet, a Uni-CV e a ISOC pretendem avançar, ainda durante este ano, com pelo menos 4 cursos especializados, capacitando os participantes com habilidades vitais para aproveitar as oportunidades do mercado global.

Fundada em 1992, a ISOC é uma organização global sem fins lucrativos que capacita as pessoas a manterem a Internet como uma força para o bem: aberta, globalmente conectada, segura e confiável.

Esta parceria é fruto da última edição do programa GoGlobal, promovido pela Cabo Verde Digital, que tem levado Cabo Verde a eventos globais de inovação e tecnologia, com foco em promover o ecossistema nacional, estabelecer parcerias e criar oportunidades de negócio para as nossas StartUps.

PC/JMV
Inforpress/Fim
 

Notícias Recentes


20-06-2024 22:21
20-06-2024 21:52
20-06-2024 21:37
20-06-2024 21:14
20-06-2024 20:57