Porto Novo/Agricultura: Produtos transformados estão a conquistar o mercado turístico nacional para satisfação dos agricultores

24-02-2024 14:33

Porto Novo, 24 Fev (Inforpress) – Os produtos agrícolas transformados no concelho do Porto Novo estão a conquistar o mercado turístico nacional para a satisfação dos agricultores, que têm vindo a apostar na transformação como forma de driblar o problema de mercado.

É o caso dos agricultores no Tarrafal de Monte Trigo, cujos produtos transformados (doces, licores) têm sido exportados para as várias ilhas do arquipélago, sobretudo para o mercado turístico da Boa Vista e do Sal.

É o caso da aldeia “Ti Gusto”, cujo proprietário Análides Évora, disse à Inforpress que a transformação de produtos agrícolas têm sido uma aposta deste empreendimento que já consegue chegar às ilhas da Boa Vista, Sal e Santiago, além de São Vicente.

Ainda no município do Porto Novo, a unidade de transformação da Associação das Mulheres do Planalto Leste (Amupal) tem apostado na transformação de produtos agrícolas (doces, compotas, licores) e já consegue chegar à ilha do Sal.

Na Casa de Meio, através do centro de transformação agro-alimentar, e em Lajedos está-se também a apostar na transformação (doces, licores, temperos) e a conquistar o mercado, conforme constatou a Inforpress junto dos agricultores locais.

Na Ribeira das Patas, o centro de transformação localizado na zona de Círio tem apostado também na transformação, produzindo néctares, doces, licores e biscoitos que têm sido colocados nas diferentes ilhas do País.

O café do Paul tem sido, também, transformado nesse centro e colocado no mercado nacional, segundo a direcção dessa unidade.

Ainda na Ribeira das Patas, a Associação das Mulheres de Lagoa (Amular) prepara-se para começar um projecto de transformação de produtos agrícolas nessa localidade.

Em Alto Mira e na Ribeira da Cruz, dois dos principais vales agrícolas no concelho do Porto Novo, os agricultores pensam também apostar na transformação dos produtos agrícolas, segundo as respectivas associações de classe.

Em Alto Mira, segundo a associação local dos agricultores, a pretensão é apostar na criação de uma cooperativa agrícola, equipada para transformar produtos para o mercado nacional.

JM/JMV
Inforpress/Fim 

Notícias Recentes


21-06-2024 8:04
21-06-2024 7:51
20-06-2024 22:21
20-06-2024 21:52
20-06-2024 21:37