Prémios da Global Banking &Finance Review são o reconhecimento internacional do papel BVC– presidente

02-04-2024 18:44

Cidade da Praia, 02 Abr (Inforpress) - O presidente da Bolsa de Valores de Cabo Verde (BVC), Miguel Monteiro, afirmou hoje que os prémios da Global Banking e Finance Review reflectem o reconhecimento internacional do papel da instituição na promoção de práticas financeiras responsáveis.

Miguel Monteiro fez estas afirmações em conferência de imprensa para falar dos dois prémios concedido à Bolsa pela Global Banking & Finance Review, designadamente o premio "Iniciativa ESG Mais Inovadora na África Ocidental 2024” pela implementação da Plataforma Blu-x, e “Melhor Obrigação Social ESG na África Ocidental 2024" e relativo à emissão das obrigações sociais da Morabi - Cooperativa de Poupança e Crédito.

Segundo Miguel Monteiro a Bolsa de Valores de Cabo Verde foi a única instituição na África Ocidental a receber prémios a nível regional.

“Outras entidades da África Ocidental foram premiadas, mas essas ganharam prémios a nível local. Os prémios ora atribuídos reflectem o reconhecimento internacional do papel fundamental da BVC na promoção de práticas financeiras responsáveis e na sinalização do financiamento ao desenvolvimento sustentável na África Ocidental”, sustentou o presidente.

Por outro lado, considerou que é um testemunho do compromisso da BVC, em adoptar medidas concretas para enfrentar os desafios sócio-ambientais e construir um futuro “mais justo, equitativo e sustentável” para todos os cabo-verdianos e o reconhecimento da “profícua colaboração” que a instituição tem conseguido juntos dos ‘stakeholders’.

A Global Banking & Finance Review é uma “prestigiada” entidade que oferece notícias, análises e opiniões sobre as mais recentes tendências, desenvolvimentos e inovações na indústria bancária e financeira em todo o mundo.

Em funções desde 2011 tem como objectivo de reconhecer e homenagear mudanças inspiradoras que acontecem na comunidade financeira mundial, Global Banking & Finance Review com sede no Reino Unido e é reconhecida pelo seu rigor e imparcialidade na avaliação das melhores práticas e iniciativas no sector financeiro.

Miguel Monteiro acredita que a atribuição desses prestigiados prémios irá servir como chamariz para atrair mais investidores.

“Qualquer prémio em que haja reconhecimento, neste caso até internacional, apenas diz que estamos no bom caminho. E isso, sendo uma revista que está sediada no Reino Unido, naturalmente, poderá alertar os potenciais investidores do Reino Unido, da Europa para as oportunidades e para aquilo que está a ser feito aqui na zona oeste-africana”, disse.

Miguel Monteiro lembrou que a plataforma Blu-x foi concebida, desde o início, com a parceria estratégica do PNUD, para ser uma plataforma de âmbito regional.

“Este reconhecimento está no âmbito da estratégia que foi desenhada de estarmos em outros palcos, com outros interlocutores, para poder chamar a atenção desta plataforma”, sustentou.

Desde do início da implementação da Plataforma Blu-X até Dezembro de 2023 a BVC emitiu sete títulos sustentáveis incluindo três obrigações sociais, duas obrigações verdes e uma obrigação azul e um título, tendo sido angariados 4,48 mil milhões de escudos cabo-verdianos para financiamento de projectos relacionados com a economia azul, sustentabilidade social e ambiental.

Por sua vez, as obrigações sociais da Morabi - Cooperativa de Poupança e Crédito, no montante de 100 mil contos, que mereceram o prémio de melhor obrigação social na África ocidental, resultou na criação de mais de 100 novos emprego e a protecção de mais de 770 empregos antes existentes, mais de dois mil beneficiários.

MJB/CP

Inforpress/fim

Notícias Recentes


19-04-2024 23:26
19-04-2024 22:50
19-04-2024 22:41
19-04-2024 22:36
19-04-2024 21:23