PR lamenta falecimento de Antonela Simonetti co-fundadora do Movimento Tra Noi

12-03-2024 11:33

Cidade da Praia, 12 Mar (Inforpress) – O Presidente da República disse, em comunicado, que foi com “profunda consternação” que tomou conhecimento do falecimento, no dia 10, na Itália, de Antonella Simonetti, uma figura “proeminente” entre a comunidade cabo-verdiana naquele país pelo seu trabalho social.

Antonella Simonetti, segundo nota de pesar do Presidente da República, foi uma figura “proeminente” entre a comunidade cabo-verdiana pelo seu trabalho social, tanto em Itália como em Cabo Verde.

“Era presidente honorária e uma das fundadoras do Movimento Tra Noi, cuja principal missão é acolher fraternalmente e ajudar pessoas, principalmente as mais marginalizadas e indefesas, sem distinção de classe, religião e cultura”, lê-se na nota.

O Tra Noi, recorda o Presidente da República na sua massiva, celebrou 50 anos, em 2023, ao serviço da causa da protecção e integração das mulheres cabo-verdianas que procuram a Itália em busca de uma vida melhor para elas e para as suas famílias, tendo marcando ainda o 60º aniversário da presença da primeira mulher cabo-verdiana que chegou à Itália.

Em nota de pesar dirigida à família enlutada e à comunidade cabo-verdiana, José Maria Neves manifestou o seu reconhecimento ao legado de Simonetti que “dedicou quase toda a sua vida, servindo de modelo e inspiração para muitas pessoas, especialmente para as jovens cabo-verdianas que chegavam à Roma, onde as acolhia de braços abertos”.

A mesma fonte acrescentou ainda que Antonella Simonetti era uma autêntica “instituição” pela sua dedicação à comunidade cabo-verdiana naquele país europeu, com actuação muito activa em muitas áreas, principalmente no âmbito social, religioso e cultural.

O Centro Tra Noi, sob a liderança de Simonetti, conforme o Chefe do Estado, “foi e continua a ser um ponto central e de encontro das mulheres cabo-verdianas que chegaram à Itália por motivos de trabalho”.

Para o mais alto magistrado da Nação, Antonella Simonetti acabou por se tornar “uma grande referência” não só na comunidade em Itália, assim como em Cabo Verde, “país que ela aprendeu a amar, mesmo antes de conhecer”, através dos vários trabalhos e projectos que a Tra Noi tem estado a realizar nas ilhas.

Antonella Simonetti, acrescenta José Maria Neves, “deixou um legado duradouro, contribuindo significativamente para que todos se sentissem acolhidos e respeitados.

“Seu trabalho incansável em prol de uma comunidade mais justa, solidária e inclusiva merece ser lembrado e homenageado”, concluiu o Presidente da República, expressando suas mais sinceras condolências aos familiares de Antonella Simonetti, ao Movimento Tra Noi e à toda a comunidade cabo-verdiana residente na Itália.

PC/ZS

Inforpress/Fim

Notícias Recentes


21-06-2024 22:18
21-06-2024 20:26
21-06-2024 20:23
21-06-2024 20:12
21-06-2024 19:35