Portugal: Ministros de Turismo de Cabo Verde e Moçambique firmam memorando para fortalecer parceria turística (c/áudio)

01-03-2024 17:22

Lisboa, 01 Mar (Inforpress) - Os ministros do Turismo de Cabo Verde e Moçambique assinaram anunciaram hoje a assinatura de um memorando de entendimento, em Lisboa, que entra imediatamente em vigor, visando fortalecer os laços bilaterais no sector do turismo.

O acordo, selado à margem da 34ª edição da Bolsa de Turismo de Lisboa (BTL) 2024, que decorre até domingo, 03, na capital portuguesa, tendo Cabo Verde como o destino internacional convidado, tem como objectivo principal estreitar as relações no domínio turístico, explorando o vasto potencial paisagístico, ambiental e cultural de ambas as nações.

“Moçambique e Cabo Verde são países eminentemente turísticos, conhecidos pelo seu potencial em atrair visitantes não apenas pelas suas deslumbrantes paisagens, mas também pelos recursos ambientais e culturais”, afirmou o ministro do Turismo e Transportes, Carlos Santos.

O governante cabo-verdiano destacou que, embora ambos os países possuam uma forte base no turismo de sol e praia, há oportunidades para explorar outros segmentos, como o turismo de natureza.

O memorando, elaborado após uma visita da ministra do Turismo de Moçambique, Eldevina Materula, à ilha do Sal, em 2021, visa facilitar a troca de experiências em diversas áreas, incluindo normativos turísticos, prática de taxas turísticas e capacitação de quadros.

Para além disso, busca impulsionar esforços de promoção turística em mercados globais, reconhecendo o ambiente altamente competitivo do sector.

“A assinatura deste memorando representa o culminar de um processo iniciado em 2021, quando reconhecemos a importância de África em se afirmar no cenário turístico global”, ressaltou a ministra do Turismo de Moçambique.

A governante enfatizou a necessidade de os países africanos trabalharem em conjunto, formulando políticas conjuntas e partilhando experiências para fortalecer a presença do continente no turismo internacional.

Ambos os ministros expressaram optimismo em relação ao potencial do acordo para impulsionar o turismo nos dois países e fortalecer a presença na Organização Mundial do Turismo (OMT) e na Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP).

O memorando de entendimento, que entra em vigor imediatamente, terá um plano de acção a ser desenvolvido para implementar as medidas acordadas.

As partes irão também promover a cooperação no domínio turístico, tanto de carácter público como privado, e impulsionarão o intercâmbio periódico de peritos em promoção e comercializações turísticas, assim como em planificação e desenvolvimento de destinos turísticos.

DR/CP

Inforpress/Fim

Notícias Recentes


21-06-2024 22:18
21-06-2024 20:26
21-06-2024 20:23
21-06-2024 20:12
21-06-2024 19:35