Portugal: Funchal recebe primeiro Festival Cultural Raízes e Ritmos celebrando a cultura de Cabo Verde

02-04-2024 16:45

Lisboa, 02 Abr (Inforpress) - A capital do arquipélago da Madeira, Funchal, vai celebrar os diversos aspectos da cultura de Cabo Verde como arte, música, literatura e gastronomia, durante a primeira edição do Festival Cultural Raízes e Ritmos.

Promovido pelo Consulado Honorário da República de Cabo Verde na Região Autónoma da Madeira e pela Embaixada de Cabo Verde em Portugal, em parceria com a Associação de Promoção da Macaronésia (APMM), o evento terá início no dia 10 de Abril, na Quinta Magnólia - Centro Cultural e termina a 08 de Junho, de forma faseada.

De acordo com a programação, o primeiro ponto da agenda do festival será a inauguração da exposição “Entre Ilhas - Narrativas Plásticas e Visuais de Cabo Verde” com obras de 23 artistas que “celebram a diversidade cultural das ilhas cabo-verdianas, estabelecendo conexões entre o arquipélago e o mundo”.

De acordo com a organização, destacando a importância da língua portuguesa como um vínculo cultural comum, o festival “promove o diálogo intercultural através da arte, música, literatura e gastronomia”.

Assim, uma ode à Morna, reconhecida como Património Imaterial da Humanidade pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco), será interpretada pela cantora Maria Alice e pelo pianista Humberto Ramos.

Além disso, os participantes terão a oportunidade de desfrutar de uma experiência gastronómica preparada pelo chef Elson da Luz, e participar de iniciativas literárias, incluindo o workshop “Liberta o escritor que há em ti”, ministrado por João Manuel Ribeiro.

O festival também será palco dos lançamentos dos livros “Insonhável aventura” no dia 13 de Abril e “Maria Campinhos, a menina que veio das estrelas”, da professora Manuela Vieira, no dia 08 de Junho.

A organização avança ainda que o Festival Cultural Raízes e Ritmos também inclui um programa educativo, de 06 a 10 de Maio, convidando os participantes a expressarem sua criatividade através da pintura ao som da Morna, “enriquecendo assim sua compreensão cultural e educacional”.

DR/CP

Inforpress/Fim

Notícias Recentes


19-04-2024 23:26
19-04-2024 22:50
19-04-2024 22:41
19-04-2024 22:36
19-04-2024 21:23