Portugal: Embaixador acompanha chegada de centenas de cabo-verdianos e destaca obstáculo habitação (c/áudio)

12-02-2024 13:48

Lisboa, 12 Fev (Inforpress) – O embaixador de Cabo Verde em Portugal, Eurico Monteiro, garantiu que tem acompanhado o fluxo migratório de cabo-verdianos para este país europeu, destacando os desafios habitacionais com um dos principais enfrentados pela comunidade.

Em declarações à Inforpress, o embaixador explicou que embora a embaixada não possua números precisos sobre o número exacto de pessoas que têm chegado, ressaltou a participação activa da instituição no acompanhamento do fenómeno migratório e na busca por informações relevantes.

Para Eurico Monteiro, o Acordo de Mobilidade tem desempenhado um papel crucial, permitindo que muitos cabo-verdianos se estabeleçam em Portugal e melhorem suas condições de vida em comparação com as que tinham em Cabo Verde.

“De qualquer forma, nós estamos a enfrentar algumas dificuldades que têm a ver, sobretudo, com a questão da habitação. E a habitação é um problema grave em Portugal. As autoridades portuguesas já têm equacionado, vão ser feitos investimentos muito a volta nesta área, com fundos comunitários, com apoio da União Europeia”, explicou.

Apesar disso, a resolução completa do problema não é esperada a curto prazo, conforme o responsável, porque exige um período de tempo substancial para mitigação.

O embaixador expressou esperança de que nos próximos três a quatro anos os desafios habitacionais enfrentados pela comunidade cabo-verdiana em Portugal possam ser significativamente reduzidos, beneficiando não apenas os residentes já estabelecidos, mas também aqueles que planeiam emigrar para Portugal no futuro.

“Fazemos muita fé que isto possa ser resolvido, ou pelo menos mitigado em larga escala nos próximos tempos”, sublinhou, indicando que a resolução desse problema é crucial para garantir a integração e o bem-estar da comunidade cabo-verdiana em Portugal.

No último ano, milhares de cabo-verdianos conseguiram visto de trabalho para Portugal, tendo em Setembro a embaixada portuguesa, na cidade da Praia, revelado que o país já tinha concedido até a altura 4.948 vistos de trabalho a cabo-verdianos, em 2023, um número superior à totalidade dos vistos dados nos quatro anos anteriores, que totalizaram 4.888.

O embaixador de Portugal em Cabo Verde, Paulo Lourenço, tinha avançado que até a altura os serviços consulares de Portugal, na cidade da Praia, já tinham emitido 8.700 vistos, mais mil vistos do que durante todo o ano de 2022.

A procura aumentou, depois de em outubro de 2022, entrar em vigor o novo regime de entrada de imigrantes em Portugal, que prevê uma facilitação de emissão de vistos para os cidadãos da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP), no âmbito do Acordo de Mobilidade.

DR/AA

Inforpress/Fim

Notícias Recentes


20-06-2024 14:45
20-06-2024 14:42
20-06-2024 14:40
20-06-2024 14:33
20-06-2024 14:04