Portugal: Associação reitera compromisso com a preservação da cultura e fortalecimento dos laços comunitários (c/áudio)

22-02-2024 8:05

Lisboa, 22 Fev (Inforpress) – A Associação Cabo-verdiana de Lisboa (ACV) renovou o seu compromisso em continuar a dar o seu contributo para a preservação da cultura do arquipélago e o fortalecimento dos laços da comunidade cabo-verdianas na capital portuguesa.

Em declarações à Inforpress, em Lisboa, neste ano que a associação está a completar 54 anos de existência, a vice-presidente e presidente em exercício da ACV, Dulcineia Sousa, disse que ao longo de mais de meio século a organização tem sido uma “força vital” na promoção da cultura e identidade cabo-verdianas em Portugal.

“É mais um ano ao serviço da cultura e ao serviço da comunidade cabo-verdiana residente em Portugal, e também são 54 anos ao serviço da salvaguarda e da expansão dos valores culturais e identitários de Cabo Verde e da universalidade da cultura do povo cabo-verdiano, tanto nas ilhas como na diáspora”, frisou.

Conforme a responsável, nesta sua missão, a associação oferece um espaço para a “convivência fraterna” e o “progresso cultural, social, cívico e económico” da comunidade cabo-verdiana e seus amigos.

Segundo a presidente em exercício, os principais desafios enfrentados ao longo dos anos pela associação incluem questões financeiras e a necessidade de equilibrar o trabalho voluntário com outras responsabilidades pessoais e profissionais.

“Ao contrário do que as pessoas pensam, toma-nos muito tempo, consome-nos muita energia, mas todos que por cá têm passado tem sido com o espírito completamente abnegado (…). Apesar desse desafio, a associação tem estado a fazer o seu trabalho, contribuindo para fortalecer os laços entre a comunidade cabo-verdiana aqui em Lisboa e promover a cultura em Portugal, no geral”, frisou.

Entre as actividades realizadas pela ACV ao longo das mais de cinco décadas, estão as comemorações de datas históricas para Cabo Verde e Portugal, lançamentos de livros, promoção de jovens talentos cabo-verdianos e celebrações de figuras ilustres da história cabo-verdiana, como Amílcar Cabral, cujo centenário é comemorado este ano, em que a associação já realizou, em Janeiro, o primeiro evento que deu início às celebrações.

Além disso, a associação tem se engajado em iniciativas de interculturalidade e inclusão social, colaborando com outras entidades e estabelecendo parcerias com juntas de freguesia, câmaras municipais e grupos de jovens de diferentes origens africanas.

“Por exemplo, fizemos recentemente um ciclo de conversas, em parceria com a Junta de Freguesia da Penha de França, na qual estivemos a falar sobre a representatividade da Lisboa-Crioula na cidade. Os temas que abordámos estavam relacionados com a interculturalidade e com a inclusão social. Também temos actividades planeadas para os 50 anos do 25 de Abril, lançamentos de livros, entre outros”, indicou.

À medida que celebra seu 54º aniversário, a ACV reafirma seu compromisso de servir como um ponto focal para a comunidade cabo-verdiana em Portugal, continuando a promover a cultura, a inclusão e o intercâmbio cultural entre as diversas comunidades.

DR/AA

Inforpress/Fim

Notícias Recentes


16-06-2024 6:46
16-06-2024 6:39
16-06-2024 6:33
16-06-2024 6:26
16-06-2024 6:17