Porto Novo: Ministério da Agricultura promove jornadas técnicas para abordar desafios de produção

13-03-2024 13:18

Porto Novo, 13 Mar (Inforpress) – A Delegação do Ministério da Agricultura e Ambiente no Porto Novo vai prosseguir com as jornadas técnicas neste concelho para abordar com os agricultores a importância da agricultura e os desafios da produção.

A informação foi avançada à Inforpress pelo delegado do Ministério da Agricultura e Ambiente, Joel Barros, que avançou que depois da primeira jornada técnica em Casa de Meio, em 2023, agora é a vez da localidade da Ribeira dos Bodes receber a segunda jornada técnica, uma iniciativa essencialmente formativa dirigida aos agricultores.

Esta segunda jornada técnica acontece no dia 23 de Março, na Ribeira dos Bodes, em saudação ao Dia Mundial da Agricultura e ao Dia Mundial da Água, nos dias 20 e 22 de Março, respectivamente, e será uma oportunidade para técnicos e agricultores falarem da agricultura e de questões como as boas práticas agroecológicas, o controle de pragas, o uso racional de água para a irrigação e as novas tecnologias de controle de rega.

Estas jornadas inserem-se, segundo a mesma fonte, na política formativa do ministério destinada aos agricultores, com o intuito de preparar a classe para conseguir os melhores resultados possíveis em produção agrícola, através do uso racional da água disponível para rega e do controle de pragas, entre outros aspectos.

Em relação ao uso racional de água, Porto Novo tem sido apontado como “uma referência” em matéria de massificação de sistemas de rega gota-a-gota, facto que, no entender dos agricultores, está a dar “um novo impulso” à atividade agrícola, neste concelho.

Este município, segundo Joel Barros, apresenta actualmente uma taxa de cobertura de rega gota a gota “muito acima da média nacional”.

A taxa de penetração da micro-irrigação anda à volta dos 57 por cento (%), abrangendo 579 agricultores em todo o concelho, distribuídos por 151 hectares de terrenos, uma cobertura que, avançou a mesma fonte, “ultrapassa de longe a média nacional”.

Porto Novo regista também “uma boa taxa de adesão” dos agricultores em relação ao programa de subvenções para a aquisição da rega gota a gota, que já beneficiou mais de uma centena de lavradores distribuídos por 14 hectares de terrenos, estando, nesta altura, vários processos em andamento.

JM/AA

Inforpress/Fim 

Notícias Recentes


20-06-2024 10:05
20-06-2024 8:09
20-06-2024 8:02
20-06-2024 7:55
19-06-2024 22:59