Porto Novo: Habitantes de Monte Trigo voltam a queixar-se do problema de energia eléctrica e “abandono” da localidade 

12-02-2024 17:41

Porto Novo, 12 Fev (Inforpress) - Os habitantes da aldeia piscatória do Monte Trigo, no interior do município do Porto Novo, voltaram hoje a pedir a resolução do problema de energia eléctrica enfrentado por essa localidade nos últimos tempos.

Augusto Miranda, que falou à Inforpress em nome dos moradores, alertou para o “abandono” desta aldeia e exigiu investimentos na central eléctrica local com vista à reposição da luz eléctrica durante 24 horas por dia.

“Exigimos das autoridades competentes a resolução urgente deste problema. Monte Trigo está abandonado. Precisamos de luz eléctrica 24 horas por dia”, declarou este morador que, insistentemente, tem estado a alertar para o abandono dessa zona piscatória, encravada no interior do município do Porto Novo.

Abordados, recentemente, pela Inforpress, os habitantes do Monte Trigo destacaram a resolução do problema de energia eléctrica como sendo “um dos principais desejos” para 2024.

Augusto Miranda disse à Inforpress que o problema da energia eléctrica por que passa essa localidade, devido à incapacidade da unidade de produção em atender à demanda, representa “uma das maiores preocupações” dessa comunidade, que, a seu ver, foi esquecida pelos poderes local e central.

A edilidade porto-novense já informou que o problema de energia eléctrica que afecta a aldeia piscatória do Monte Trigo está equacionado no quadro do projecto integrado para essa localidade.

O vereador da Câmara Municipal do Porto Novo, que responde pelo pelouro da energia eléctrica, Irlando Ramos, disse à Inforpress que no âmbito do projecto integrado do Monte Trigo, financiado pelo Governo, vai ser priorizada a questão da energia eléctrica. 

Este autarca explicou que o problema se deve ao aumento do consumo de energia eléctrica por parte da população e ao surgimento de actividades geradoras de rendimentos, admitindo que a central eléctrica, com potência instalada de 40 kWp, não consegue atender às necessidades.

Assegurou, porém, que se pretende resolver o problema no quadro dos investimentos programados no quadro do projecto integrado, prevendo-se o reforço da potência instalada da central eléctrica para 100 kWp.

Em 2020, o Governo anunciou o projecto integrado do Monte Trigo, que consiste na melhoria da luz eléctrica, na instalação da unidade de dessalinização de água do mar com capacidade para 25 metros cúbicos/dia e na melhoria de saneamento.

A construção da estrada de acesso e de um arrastadouro de botes constituem outras as aspirações da população desse povoado.

JM/CP

Inforpress/Fim

Notícias Recentes


20-06-2024 22:21
20-06-2024 21:52
20-06-2024 21:37
20-06-2024 21:14
20-06-2024 20:57