Plataforma Sindical Unir e Resgatar a UNTC-CS demarca-se da posição da central sindical no processo dos leilões

31-01-2024 15:26

Cidade da Praia, 31 Jan (Inforpress) - A Plataforma Sindical Unir e Resgatar a UNTC-CS demarcou-se hoje do posicionamento da secretária-geral da UNTC-CS, Joaquina Almeida, sobre o processo dos leilões de depósitos, promovido pelo INPS e que envolve ainda bancos comerciais e BCV.

Em conferência de imprensa, o coordenador da Plataforma Sindical, Eliseu Tavares, frisou que organização que representa é favorável “da rentabilização, por parte do INPS, dos valores depositados à ordem nos bancos comerciais” e que apoia sempre, sem quaisquer reservas este leilão, desde que com efeito total de lisura e transparência.

Classificando as declarações da secretária-geral da União Nacional dos Trabalhadores de Cabo Verde – Central Sindical (UNTC-CS) de “ridículas, insensatas, desprovidas de sentido e irresponsáveis”, Eliseu Tavares disse que Joaquina Almeida “não tem qualquer mandato” para tal e que “não tem legitimidade nenhuma” para falar do processo em nome “de todos os sindicatos” filiados na UNTC-CS.

A Plataforma Sindical, segundo o seu coordenador, exorta as autoridades com competência na matéria a actuarem com “máxima urgência e firmeza” no sentido de se apurar a verdade dos factos, isto é, se as “denúncias e as graves acusações feitas, publicamente, são ou não verdade”, inclusive “se o actual presidente do INPS pertence ao quadro do Banco IIB!, vencedor do concurso.

A mesma exige dos órgãos dirigentes do Instituto Nacional de Previdência Social (INPS), sobretudo do seu conselho directivo, o cumprimento daquilo que está consagrado no artigo 42º dos Estatutos do INPS, sob a epígrafe “Gestão de Investimento”, de modo a que a gestão dos investimentos do instituto seja regulada por diploma próprio e assegurado por um organismo autónomo a ser criado pelo Governo no prazo de quatro meses.

Segundo Eliseu Tavares, “até a criação e posse dos órgãos do organismo autónomo a que se refere o número anterior, a gestão dos investimentos do INPS é assegurada pelos seus órgãos”.

Para a Plataforma Sindical “a questão de fundo” que merece ser resolvida “com urgência”, impedindo que o INPS seja visto, pelos sucessivos governos, e também pelos gestores que nele colocam, como sendo “a Caixa 2, ou o Saco Azul”, onde “sempre e quando precisam vão retirar avultadas somas, em dinheiro (…) pondo em risco o prazo e a sustentabilidade do sistema de segurança social cabo-verdiano”.

A Plataforma Sindical Unir e Resgatar UNTC-CS assume-se como a maior organização sindical do país, com 12 sindicatos filiados a nível nacional, englobando um total de 60/ 70 por cento (%) do universo dos trabalhadores.

SR/AA

Inforpress/Fim

Notícias Recentes


20-06-2024 7:55
19-06-2024 22:59
19-06-2024 22:48
19-06-2024 21:01
19-06-2024 20:22