Parlamento: UCID pede com urgência política de transporte que responda à unificação do país

06-02-2024 13:47

Mindelo, 06 Fev (Inforpress) – A deputada da UCID Zilda Oliveira considerou hoje que “é urgente” uma política de transporte que responda à unificação do país e que ligue Cabo Verde ao resto do mundo, com “um serviço estável e a preços acessíveis”.

A parlamentar da União Cabo-verdiana Independente e Democrática (UCID, oposição) falava em conferência de imprensa, no Mindelo, de antevisão a mais uma sessão da Assembleia Nacional, que principia na quarta-feira, 07, na cidade da Praia.

Segundo a mesma fonte, em sede de interpelação ao Governo sobre a conectividade inter-ilhas e de Cabo Verde com o mundo, proposta pela PAICV (oposição), os democratas cristãos irão ainda reafirmar a preocupação relativamente à necessidade de uma “forte aposta” na formação, visando o “rejuvenescimento dos recursos humanos”, principalmente no sector marítimo.

É que, para a UCID, di-lo Zilda Oliveira, num país insular, os transportes devem constar entre os principais activos e que, com os investimentos dos sucessivos governos ao logo dos anos, era suposto o país ter um sistema de transporte eficiente, capaz de responder às exigências do seu crescimento e que satisfizesse as necessidades da população.

“Temos, sim, falhas nos serviços, falta de regularidade e previsibilidade e preços elevados”, sintetizou a deputada.

Um outro ponto da agenda dos trabalhos da primeira sessão parlamentar do mês de Fevereiro a que a UCID dará atenção, segundo a mesma fonte, é o debate com ministra das Infra-estruturas, Habitação e Ordenamento do Território, sobretudo nos domínios das estradas, das infra-estruturas e da habitação.

Zilda Oliveira disse que a UCID vai questionar a ministra Eunice Silva, relativamente a São Vicente, sobre a estrada de acesso à zona de Saragaça, a anunciada cidade industrial ligada ao sector marítimo no âmbito da ZEEMSV e infra-estruturas previstas nessa localidade, a estrada de acesso à zona de Flamengo, o acesso ao perímetro agrícola de Tchon d’Holanda e a reabilitação do acesso a Mato Inglês.

No que diz respeito à ilha Santo Antão, a UCID deseja receber informações sobre os acessos a Dominguinhas, Rabo Curto, Caibros e Figueiral da Ribeira Grande e, no Fogo, sobre a estrada de acesso à estância balnear de Salineiro e a restauração do arrastadouro, entre outras.

No tocante às infra-estruturas, além das ligadas ao sector da Saúde, a UCID vai alertar, segundo a mesma fonte, sobre a necessidade de uma “melhor projecção” de infra-estruturas de correcção torrencial a montante nas ilhas que vêm sofrendo com a queda das chuvas, nomeadamente, São Antão, São Vicente e Fogo.

Na área da habitação, considerou que “não obstante os investimentos realizados pelos sucessivos governos”, a situação habitacional no país “em termos quantitativo e qualitativo ainda é crítica”.

Da mesma forma, a UCID irá levar ao debate preocupações relacionadas com a urbanização, “numa lógica de criação de cidades sustentáveis e inclusivas”, e vai questionar se não haverá alternativas mais sustentáveis ao uso do alcatrão, numa altura em que, finalizou Zilda Oliveira, a protecção do ambiente assume “especial relevância” devido aos impactos do aquecimento global, e em que as cidades do país “estão a ser transformadas em cidades de betão e alcatrão”.

Para além da interpelação ao Governo sobre a conectividade inter-ilhas e de Cabo Verde com o mundo e do debate com a ministra das Infra-estruturas, Habitação e Ordenamento do Território, a sessão parlamentar tem ainda na agenda, entre outros pontos, perguntas dos deputados ao Governo, no caso responde a ministra da Modernização do Estado e da Administração Pública, e a apreciação do relatório da comissão eventual para a reforma do parlamento.

AA/HF

Inforpress/Fim

Notícias Recentes


16-06-2024 6:17
16-06-2024 5:55
15-06-2024 22:18
15-06-2024 22:13
15-06-2024 21:40