OMCV quer beneficiar mais mulheres e chegar lá onde ainda não foi possível – presidente

19-02-2024 14:30

Cidade da Praia, 19 Fev (Inforpress) – A Organização das Mulheres de Cabo Verde (OMCV) apontou hoje que um dos desafios para este ano passa por beneficiar mais mulheres e chegar às localidades e comunidades onde não foi possível.

 “A nossa intenção para este novo ano é atingir mais mulheres e chegar onde nós não temos conseguido chegar, nomeadamente São Nicolau e Boa Vista, com parcerias, nacionais, locais e internacionais”, referiu a presidente Eloisa Cardoso, em declarações à Inforpress sobre os projectos para este ano.

Entretanto assegurou que a instituição que dirige tem feito um esforço no sentido de mobilizar novas parcerias, reforçar as existentes de modo a aumentar a capacidade de dar respostas às demandas que tem recebido não só na sede da organização, mas também das delegações.

Para 2024, apontou que a organização já dispõe de financiamento para realização de acções de formações nas ilhas de Santo Antão e São Vicente e em Tarrafal de Santiago, na área da pastelaria, gestão de equipamentos informáticos e língua estrangeira.

“Temos também outros em ‘stand-by’, mas estamos esperançosos e já temos alguns sinais sendo que são projectos que vão na linha daquilo que temos feito até agora, a nível do empoderamento econômico”, sublinhou.

A ideia, segundo disse, é realizar acções de formação sobretudo a nível teórico sobre a igualdade de género, violência baseada no género, autoestima, contabilidade e gestão de pequenos negócios, sendo que as mulheres que já dispõem de um determinado dom irão receber um kit para desenvolverem actividades geradoras de rendimento.

Acrescentou que no concelho do Porto Novo e na ilha do Maio, os jardins infantis e creches vão receber obras de reabilitação e de manutenção e a delegação em São Vicente recebeu em doação vários tipos de equipamentos ligados à saúde, colchões e materiais escolares.

Assegurou que neste momento a delegação de Santa Cruz está em obras e ainda no decorrer deste ano a de Santa Catarina será reabilitada, de modo a ter “melhores condições possíveis” para atender às necessidades das mulheres com as quais a OMCV trabalha.

Por outro lado, a OMCV foi uma das ONG selecionada para apoiar o Governo na implementação do projecto Capital Humano, mais propriamente nas ilhas do Fogo e Brava.

Devido à conjugação de crises dos últimos anos, adiantou que tem aumentado o número de mulheres à procura de apoio porque perderam a sua fonte de rendimento, mas também vítimas de violência baseada no género.

"Algo que temos reparamos sempre é que quando realizamos uma actividade numa determinada comunidade, em que entregamos um kit para desenvolvimento de uma actividade geradora de rendimento, logo no dia a seguir, dois ou três dias, temos muitas mulheres que procuram a nossa instituição também nesse sentido", acrescentou.

AV/AA

Inforpress/Fim

Notícias Recentes


16-06-2024 6:46
16-06-2024 6:39
16-06-2024 6:33
16-06-2024 6:26
16-06-2024 6:17