Navio humanitário resgata 134 pessoas a bordo de barcaça no Mediterrâneo Central

06-02-2024 10:42

Roma, 06 Fev (Inforpress) - O navio humanitário Geo Barents, da organização Médicos Sem Fronteiras (MSF), resgatou hoje 134 pessoas a bordo de uma barcaça de madeira lotada no Mediterrâneo Central, após ser alertado sobre o perigo em que se encontrava o barco.

Entretanto, na Grande Canária, o Resgate Marítimo desembarcou nas últimas horas em Fuerteventura, Lanzarote e El Hierro 386 pessoas de origem norte-africana e subsaariana, incluindo 58 menores e pelo menos 15 mulheres, que navegavam perto daquelas ilhas espanholas em 13 embarcações.

Quanto à primeira situação, a organização MSF escreveu nas redes sociais: “Há algumas horas, 134 pessoas foram resgatadas pela nossa equipa de um barco de madeira de dois andares sobrelotado, após um alerta de socorro do ‘Alarm Phone’”.

De acordo com a organização, muitos dos sobreviventes a bordo do Geo Barents são mulheres e crianças, incluindo dois bebés com menos de três anos.

Numa mensagem publicada nas redes sociais da 'Alarm Phone', a linha telefónica de emergência disponibilizada aos migrantes que tentam atravessar para a Europa, é referido que receberam um alerta de um grupo de 130 pessoas em perigo que escaparam da Líbia.

Mais de uma centena de pessoas morreram ou desapareceram nas rotas migratórias do Mediterrâneo Central e Oriental desde o início de 2024, segundo a Organização Internacional das Nações Unidas para as Migrações (OIM).

Inforpress/Lusa

Fim

Notícias Recentes


14-06-2024 9:45
14-06-2024 0:17
14-06-2024 1:25
13-06-2024 22:05
14-06-2024 8:00