Ministro do Mar destaca valências do Parque Tecnológico para Cabo Verde e países da sub-região

02-04-2024 16:18

Cidade da Praia, 02 Abr (Inforpress) - O ministro do Mar realçou hoje as valências do Parque Tecnológicos, previsto para operar a 100 por cento (%) em 2025, para Cabo Verde, como a nível da sub-região, no que toca às tecnologias e à transição digital.

O também ministro da Cultura e das Indústrias Criativas, Abraão Vicente, falava à imprensa no âmbito de uma visita que efectuou ao Parque Tecnológico de Cabo Verde, localizado no bairro de Achada Grande Frente, na cidade da Praia.

“Esta visita insere-se no âmbito de nós, como instituição do Ministério da Cultura e do Ministério do Mar, termos conhecimento das valências do ‘Teck Park’ [nome pelo qual também é conhecido o Parque Tecnológico] um espaço nobre dentro da capital do país, e trazer luz sobre as áreas que nós gostaríamos de ver aqui concretizadas”, explicou.

Na ocasião, o ministro manifestou o desejo do Parque Tecnológico vir a ser um espaço onde a arte de vanguarda feita pelo mundo seja presente e exposta.

Pois, segundo afirmou, os espaços culturais em Cabo Verde, nomeadamente na cidade da Praia, são insuficientes e muitas vezes não são adequados para receber a arte de vanguarda que é feita pelo mundo, por serem muitas vezes esculturas muito volumosas.

“Temos aqui muitas possibilidades de introduzir projectos curatoriais, das indústrias criativas. Vai ser um centro onde podemos, de facto, organizar não só as conferências, não só a transição digital e projectos que trabalham aquilo que é o futuro, o digital, mas também projectos que possam também valorizar aquilo que é feito como arte em Cabo Verde”, disse.

Da parte do Ministério do Mar ressaltou o uso das tecnologias para o sistema de informatização dos processos de gestão, eficiência, transparência e aumento da eficácia na produtividade.

“Mas também, temos a Cabnave [estaleiros navais] no processo de transformação, e aqui nasce a ideia de haver uma proximidade entre o ‘Teck Park’, Mindelo, e o Centro Oceanográfico que é um centro de investigação avançado para a transição climática, mudanças climáticas, para investigação”, sublinhou.

Ou seja, para o governante, o Parque Tecnológico mostra uma grande ambição nacional de ser um centro de referência de prestação de serviços não só no país, na sub-região, mas também constituirá um ‘player’ avançado no meio do Atlântico no que toca às tecnologias e à transição digital.

ET/CP

Inforpress/Fim

Notícias Recentes


19-04-2024 23:26
19-04-2024 22:50
19-04-2024 22:41
19-04-2024 22:36
19-04-2024 21:23