Ilha do Sal: UCID diz que vai apresentar uma candidatura à Câmara do Sal “com propostas claras de desenvolvimento”

22-02-2024 21:07

Espargos, 22 Fev (Inforpress)- A UCID, no Sal, afirmou hoje que vai apresentar uma candidatura à Câmara Municipal da Ilha do Sal nas eleições autárquicas deste ano, cujas propostas estão alicerçadas numa “visão clara de desenvolvimento”.

Esta decisão foi comunicada em conferência de imprensa pelo vice-presidente da União Cabo-verdiana Independente e Democrática (UCID), Aldirley Gomes, que aproveitou para se apresentar como o escolhido para liderar esta lista.

Segundo o político, ao longo dos últimos 4 anos, o seu partido tem trabalhado “empenhadamente na construção de uma opção política viável, credível capaz de apresentar um novo caminho”.

“Na Ilha do Sal, dos 18.701 eleitores inscritos em 2020, 44,4% não foram às urnas, segundo a DGAPE (...) se olharmos para estes números de forma desapaixonada, facilmente concluímos que a maioria que venceu as eleições, afinal, não é maioria coisa nenhuma”, afirmou Aldirley Gomes.

“Para uma Ilha com 33.615 habitantes em 2020, dos quais 72,1% (24.236) estavam em idade de votar, concluímos que apenas e só 29,9% dos cidadãos da Ilha do Sal decidiram as eleições autárquicas em 2020”, destacou.

Aldieley Gomes afirmou ainda que o Governo, através de um documento, justificou estes números como “desinteresse cívico, desconhecimento dos princípios fundamentais do direito do voto, nomeadamente a obrigatoriedade do recenseamento”.
Entretanto, segundo a mesma fonte, “o corporativismo partidário, a subversão das instituições do Estado com a partidarização e a corrupção que se permitiu instalar em todas as esferas da administração pública e em todos os órgãos do Estado” é que tem condicionado a participação dos cidadãos nas eleições.

A mesma fonte lembrou que “o aumento considerável dos orçamentos anuais do município, hoje em mais de um milhão de contos, não se tem traduzido na melhoria efetiva das condições de vida dos munícipes desta Ilha”.

“Centenas de famílias continuam vivendo em bairros e habitações degradadas, baixos salários, não permitem às famílias, aos jovens fazerem face ao alto custo de vida predominante na ilha”, denunciou.

"Faltam recursos humanos, meios de diagnóstico e medicamentos, a educação em queda livre, com a violência eclodindo dentro das escolas, alcoolismo, drogas, prostituição e doenças mentais a tomarem conta da nossa sociedade”, considerou ainda o líder local da UCID.

Neste sentido, Gomes afirmou que “não é esta a Nação que nos foi legada e não é esta a Nação que querem legar às próximas gerações”.
“Não queremos uma simples mudança, mas uma mudança consciente, com propostas claras de transformação, de evolução capazes de nos levar ao progresso”, especificou.

“Fizemos o nosso trabalho de casa, estudamos, confrontamos, partilhamos as nossas ideias com os cidadãos, apresentamos a nossa visão ao partido e aos militantes, percorremos todos os cantos e recantos da Ilha do Sal, pelo que estamos em condições de anunciar aos salenses que a UCID vai apresentar uma candidatura à Câmara Municipal da Ilha do Sal”, concluiu

NA/JMV
Inforpress/fim

Notícias Recentes


19-04-2024 23:26
19-04-2024 22:50
19-04-2024 22:41
19-04-2024 22:36
19-04-2024 21:23