Ilha do Sal: Pároco da Paróquia de Santo António exorta fiéis a se reconciliarem com Deus e com o próximo para viverem bem a Quaresma

14-02-2024 11:46

Espargos, 14 Fev (Inforpress) – O pároco da Paróquia de Santo António em Espargos, Eliseu Lopes, exortou hoje os fiéis a se reconciliarem com Deus e com o próximo para viverem bem a Quaresma que se inicia hoje, quarta-feira de cinzas.

Eliseu Lopes, realçou que o sinal da cinza que os fiéis católicos recebem durante a missa de hoje, tem o sentido de reconhecer a própria fragilidade e mortalidade.

“A cinza recorda ao cristão a sua origem e o seu fim, que do pó viemos e para o pó voltamos”, explicou.

“Para nós, a Quaresma é um tempo forte, é um tempo de penitência de oração e de jejum, um número simbólico que significa os 40 dias de Jesus no deserto, o povo passou 40 anos no cativeiro, então significa 40 dias de preparação para a Páscoa e por isso a Igreja nos convida a algumas práticas que devemos exercitar como a oração verdadeira, jejum e esmola”, continuou o padre.

Conforme o mesmo, hoje quarta-feira de cinza é dia de “abstencionista da carne e jejum, já que inicia um tempo espiritual de caminhada rumo à Páscoa da Ressurreição”.

Eliseu Lopes explicou ainda que, ao longo desse tempo, a Igreja dá muitas directrizes a serem seguidas para uma “boa caminhada”, de reconciliação com Deus e com o próximo.

“No fundo este é um tempo para voltarmos para nós mesmos, no sentido de fazermos uma auto-reflexão, mas fazendo isto, devemos abrir cada vez mais a Deus e ao próximo e olhar para a minha condição de pecador e peregrino neste mundo”.

Questionado sobre a penitência durante a Quaresma, o pároco, esclareceu que este é o tempo para “olharmos o Salvador Jesus que sofreu e morreu na cruz por todos”.

“Nós meditamos na paixão, morte e ressurreição de Cristo, ou seja, Jesus que veio ao mundo, sofreu por nós e o sofrimento levou-o à morte e ele ressuscitou e está vivo por isso neste tempo "precisamos olhar para o nosso salvador" que nos conquistou a alto preço na cruz, instruiu.

O padre Eliseu Lopes acredita que este é um tempo favorável para a reconciliação e ganhar hábitos e virtudes que ajudam a todos para toda a vida.

“Neste tempo de Quaresma, a mensagem é de paz, de reconciliação com todos e com Deus, e se for bem vivida, vamos ganhando hábitos e virtudes que nos ajudam para a vida toda, abrirmos mais a Deus através da oração, do silêncio, escutarmos mais a nós mesmos e buscarmos fazer sempre a vontade de Deus”.

Eliseu Lopes concluiu apelando à união e apoio aos mais necessitados, através da renúncia quaresmal que sempre tem um destino que é ajudar aqueles que mais precisam.

“A Quaresma é um tempo rico, propício para caminharmos rumo a Deus, ou seja, nós estamos aqui de passagem, como peregrinos, então desejamos uma santa Quaresma e que seja bem vivida, na interioridade do coração e na comunidade”, concluiu.

NA/HF

Inforpress/Fim

Notícias Recentes


21-06-2024 22:18
21-06-2024 20:26
21-06-2024 20:23
21-06-2024 20:12
21-06-2024 19:35