Ilha do Sal: IES lança programa de formalização de empresas “Nha Negócio na Legalidade”

17-02-2024 15:18

Espargos, 17 Fev (Inforpress) - A incubadora “Innovation and Enterprise Support” (IES) procedeu na manhã de hoje, no Sal, ao lançamento do Programa de Formalização de Empresas “Nha Negócio na Legalidade”, visando alcançar as metas de fomento empresarial e formalização do sector informal.

O programa de formalização, oferece, conforme a directora Silvânia Cabral, capacitação, orientação especializada, acesso a financiamento e recursos essenciais para transformar ideias em empresas legalmente reconhecidas e sustentáveis.

“’Nha negócio na formalidade’, foi desenvolvido porque, além de notarmos que existem muitos empreendedores a exercerem na informalidade, muitos estão nesta situação porque não conseguem emitir um talão de vendas sem o apoio de terceiros, e porque muitos tinham enormes dificuldades em escrever e entender todo o processo na Internet. É neste sentido que surge este aplicativo”, explicou.

Com este aplicativo, qualquer pessoa poderá elaborar o seu talão de venda por si, só que automaticamente comunica para a E-fatura (…) fica muito mais simples, apenas tendo noções de números, colocando o valor e clicando em pagar, automaticamente gera a sua fatura”, acrescentou Silvania Cabral.

O aplicativo também possui uma outra valência em casos de clientes específicos preferirem introduzir nome e Número de Identificação Fiscal (NIF) do cliente, que normalmente pode ser feito pelo próprio vendedor, mas no caso de não conseguirem, é passado para um contabilista profissional”.

Além disso, conforme a directora do projecto, a ideia não se resume na criação de um “software” que facilita nesta questão, mas também capacita os empreendedores no que se refere a gestão de pequenos negócios, bem como na educação financeira para terem as mínimas ferramentas para gerir o próprio negócio”.

O programa ora apresentado, está definido em duas categorias: “standard” e “premium”, pelo valor mensal de 3.500 e 6.500 escudos respectivamente, e em ambas são entregues a Declaração Periódica de Rendimentos (DPR), o modelo 107 e os respectivos comprovativos dos descontos para o Instituto Nacional de Previdência Social (INPS).

Silvânia Cabral esclareceu ainda que a formalização das empresas facilita o acesso a financiamento e recursos essenciais para transformar ideias em empresas legalmente reconhecidas e sustentáveis.

O programa visa ainda reduzir para menos de 25% a informalidade na ilha do Sal e poder expandir o mesmo para outras ilhas também”, concluiu.

NA/CP

Inforpress/Fim

Notícias Recentes


21-06-2024 8:04
21-06-2024 7:51
20-06-2024 22:21
20-06-2024 21:52
20-06-2024 21:37