Ilha do Sal: Desporto escolar pode ser a base que irá alimentar no futuro clubes e selecções - ministro

11-03-2024 20:30

Espargos, 11 Mar (Inforpress) - O ministro-adjunto do primeiro-ministro para a Juventude e Desporto defendeu hoje, na ilha do Sal, que o desporto escolar pode ser a base que irá alimentar no futuro clubes e selecções, e atingir o desporto de elite internacional.

Carlos Monteiro fez esta constatação durante o acto de apresentação pública da segunda edição das Olimpíadas do Desporto Escolar (ODE), que vai acontecer na ilha de 22 a 28 deste mês, na ilha do Sal.

Dentro do nosso sistema de desporto nacional temos vários subsistemas, desde o desporto federado, militar e o desporto escolar. A importância é óbvia, desde pôr os nossos jovens a competir, aos valores que são transmitidos pelo desporto para complementar aquilo que recebem nas escolas e em casa”, afirmou.

O desporto escolar pode ser, sobretudo em Cabo Verde, a base que irá alimentar no futuro os nossos clubes e selecções, e depois irá alimentar o outro eixo de desenvolvimento do desporto, que é da qualidade de elite, federado”, acrescentou.

Para Carlos Monteiro, o futuro da sustentabilidade do sucesso das selecções nacionais, passará pelos jovens que irão participar das competições do desporto escolar, sendo certo que, conforme disse, muitos chegarão à elite, assim como outros deixarão de competir.

Os investimentos escolares não passam apenas pelas Olimpíadas, tanto que os ministérios do desporto e da educação têm um diagnóstico de que precisamos melhorar muito em termos de infraestruturas do desporto nas escolas, e é isso que os dois departamentos têm estado a fazer porque o objectivo é sério e vai ser continuado”, acrescentou.

Carlos Monteiro lembrou, por outro lado, que esta é a segunda edição das ODE, mas o objectivo é que nas ilhas ou municípios que apresentarem logísticas para realizar as Olimpíadas, vai ser feita esta rotação.

Presente no acto, o presidente da Câmara Municipal do Sal, Júlio Lopes, regozijou-se com a decisão da escolha da ilha do Sal para receber este “grande evento” da juventude e do desporto.

O Sal durante alguns dias vai ser o centro das atenções em matéria do desporto escolar e vai proporcionar o intercâmbio entre jovens (…), nós queremos que os jovens de Cabo Verde possam conhecer as ilhas, com uma grande forma de aprendizagem e com conhecimento de Cabo Verde”, frisou o autarca.

Trata-se, de facto, de um evento de grande importância para a juventude, educação e para o desporto, e a Câmara do Sal, que apoia o desporto, acolhe com muita satisfação, dando todo o nosso contributo institucional para que este evento possa ser um grande sucesso”, concluiu.

Depois da apresentação da segunda edição das Olimpíadas do Desporto Escolar - Sal'2024, foi feito o sorteio dos grupos das modalidades colectivas que irão participar nas competições.

Este evento desportivo e educativo, orçado em mais de 63 mil contos, levará à ilha do Sal 108 professores/treinadores, 34 árbitros, dez chefes de missão e dez chefes de delegações escolares, totalizando 751 participantes.

NA/CP

Inforpress/Fim

Notícias Recentes


17-06-2024 11:11
17-06-2024 10:59
17-06-2024 10:42
17-06-2024 10:30
17-06-2024 10:27