Ilha do Sal: Crianças do Centro Comunitário Chã de Matias participam em workshop sobre promoção dos direitos das crianças

06-03-2024 18:17

Espargos, 06 Mar (Inforpress)- As crianças que frequentam diariamente o Centro Comunitário em Chã de Matias, Espargos, participaram hoje num workshop sobre associativismo e inclusão social, visando promover os direitos das crianças.

A professora universitária Isaura Furtado, que ministrou a oficina, considerou que as reflexões sobre os direitos das crianças são fundamentais para o seu desenvolvimento integral, principalmente neste ano que o país decretou como sendo o ano da promoção e proteção da saúde mental.

“Essa oficina é muito importante para o desenvolvimento integral da criança nos aspectos cognitivos, comportamentais e afectivos(...) Cabo Verde decretou 2024 como sendo o ano da promoção da saúde mental”, referiu.

“A saúde mental começa na infância, com bons ambientes, seja no contexto doméstico, seja no contexto educativo. Então pensar no bem-estar das nossas crianças e desenvolvermos com elas de forma lúdica o conhecimento pelos direitos e deveres das crianças é fundamental”, explicou.

Conforme a professora da Universidade de Santiago (Uni-Santiago), que se encontra na ilha no âmbito do programa “Rotas do Arquipélago”, essas crianças mostraram uma noção “muito boa” sobre questões ligadas à violências, à saúde, justiça e aos direitos das populações migrantes, pelo que considerou que estão “conscientes desses aspectos importantes para ajudar na auto proteção”.

Outra questão abordada durante a visita versa sobre as consequências psicossociais do uso do álcool e outras drogas, aspecto abordado pelo jovem artista e activista social Ga da Lomba, que tem percorrido várias comunidade do país para contar, na primeira pessoa, as suas experiências no mundo da droga e do alcoolismo e incentivar os jovens a seguirem uma vida saudável.

“O colega Gá da Lomba está trabalhando com as crianças, todas as questões ligadas ao uso abusivo de substâncias, sejam elas legais ou ilegais, o uso abusivo do álcool e de outras substancias, que é um problema sério em Cabo Verde que precisa ser debatido e deve haver uma consciência desde a infância”, concluiu a professora Isaura Furtado.

NA/JMV

Inforpress/Fim

Notícias Recentes


14-06-2024 0:17
14-06-2024 1:25
13-06-2024 22:05
13-06-2024 19:49
13-06-2024 19:04