ICIEG diz que apesar da Lei da Paridade existem disparidades de género em posições políticas relevantes

29-02-2024 17:15

Porto Novo, 29 Fev (Inforpress) – O Instituto Cabo-verdiano para a Igualdade e Equidade de Género (ICIEG) considerou hoje que apesar da implementação da Lei da Paridade, que vigora desde 2019, persistem ainda disparidades de género “especialmente em posições políticas relevantes”.

Em uma nota de imprensa enviada à Inforpress, a propósito de uma formação para mulheres candidatas e eleitas nas eleições municipais, aberta hoje em Santo Antão, o ICIEG reconhece, que a nível municipal esta “lei trouxe avanços significativos”, apesar da presidência das câmaras municipais permanecer “predominantemente ocupada por homens”.

Apenas uma câmara municipal, a de Santa Catarina, na ilha de Santiago, é presidida por uma mulher.

“Apesar da implementação da Lei da Paridade, que busca assegurar representação equitativa nos cargos eletivos, disparidades de gênero persistem, especialmente em posições políticas relevantes. A nível municipal, a lei trouxe avanços significativos, mas a presidência das câmaras municipais permanece predominantemente ocupada por homens”, sublinhou a nota.

Por isso, o ICIEG está a implementar o projecto “Promover a Participação das Mulheres nos Processos Democráticos” no âmbito do qual iniciou hoje, na cidade do Porto Novo, uma acção de capacitação de dois dias para mulheres candidatas e eleitas nas eleições municipais, financiada pela Agência Espanhola de Cooperação Internacional para o Desenvolvimento (AECID).

O projecto visa fomentar a participação intrapartidária das mulheres, buscando aumentar sua presença nas decisões a nível local e nacional.

JM/CP

Inforpress/Fim

Notícias Recentes


14-06-2024 10:01
14-06-2024 9:54
14-06-2024 9:45
14-06-2024 0:17
14-06-2024 1:25