Governo da Guiné-Bissau prevê realizar primeiro furo de petróleo em Julho

05-03-2024 12:05

Bissau, 05 Mar (Inforpress) – O Governo guineense prevê que o primeiro furo de prospeção do petróleo no país seja feito no próximo mês de Julho, se tudo correr como o previsto, anunciou hoje o mnistro dos Recursos Naturais da Guiné-Bissau, Malam Sambú.

Antigo embaixador da Guiné-Bissau na China durante largos anos e ex-ministro das Pescas, Sambú disse à Lusa que os trabalhos para a perfuração “estão no bom caminho” e que ainda esta semana vai reunir-se com a empresa que irá executá-los.

“Estamos focados em fazer o primeiro furo de exploração do petróleo no mês de julho deste ano”, observou o ministro, numa entrevista à Lusa para fazer um ponto de situação do setor dos Recursos Naturais guineense.

Malam Sambú disse ter dado ordens à Petroguin, a estatal guineense dos hidrocarbonetos, para que “nenhum engenheiro do sector dos petróleos tenha direito às férias" antes da perfuração do furo.

“Depois da perfuração do primeiro furo do petróleo, quem quiser pode ir de férias”, afirmou o governante.

Malam Sambú enfatizou o facto de estar preocupado com os preparativos em curso, nomeadamente a logística que está a ser montada pela empresa, que preferiu não identificar neste momento.

Há vários anos que a Guiné-Bissau tem feito ensaios no sentido de se avançar para a perfuração de lugares, no ‘offshore’ (alto mar) onde se acredita existir petróleo, situação que Sambú espera que venha a concretizar-se “desta vez”.

A Guiné-Bissau conta com 14 blocos petrolíferos no ‘offshore’, 11 dos quais estão com licenças atribuídas e cinco no ‘onshore’ (zona continental), sendo que duas estavam em processos de licenciamentos em Outubro de 2020.

Inforpress/Lusa

Fim

Notícias Recentes


21-06-2024 8:04
21-06-2024 7:51
20-06-2024 22:21
20-06-2024 21:52
20-06-2024 21:37