Future Shaper Program Cabo Verde capacita comunidade para um turismo duradouro e sustentável

24-02-2024 14:06

Santa Maria, Sal, 24 Fev. (Inforpress) – A Future Shaper Program Cabo Verde, em  Santa Maria, aposta na formação dos jovens, visando a criação de uma comunidade capacitada para responder, de uma forma duradoura e sustentável, o desenvolvimento turístico com mais participações de cabo-verdianos.

A responsável do programa Tour Care Foundation para Cabo Verde e Senegal, Vera Martins, explicou à Inforpress que se pretende com este projecto fazer com que no futuro haja mais participações de cabo-verdianos e empresas nacionais, bem como as organizações de sociedades civis, no processo.

O projecto, afiançou, é executado nas ilhas do Sal e da Boa Vista, tendo já implementado alguns programas a nível da educação, da agricultura, do meio ambiente, dos animais, designadamente tartaruga, e transformação de plástico.

Abarcando várias componentes, a Future Share House Cabo Verde aposta na criação de uma comunidade, visando a implementação de uma indústria criativa que responda ao mercado de turismo, mediante a formação e capacitação de artistas, artesãos e criativos.

O objectivo, explicou,  é proporcionar a esses criadores da comunidade oportunidades para obtenção de ferramentas e, por conseguinte, de acederem a fundos para a implementação das suas competências e projectos de negócios para que possam ter mais impactos nas comunidades.

A Future Shaper Program, ainda de acordo com Vera Martins, trabalha ainda num plano virado para a sustentabilidade ambiental, focado na protecção do meio ambiente, na transformação de plástico, de entre outros materiais, que possam ser reciclados e transportados num produto ou serviço, bem como nos programas de desenvolvimento empresarial, capacitado para apoiar as micro e pequenas empresas.

Isto para fazer com que haja uma melhor performance e mais presença de cabo-verdiano no mercado turístico, já que o turismo cabo-verdiano contribui com 25 % (por cento) do Produto Interno Bruto (PIB) em Cabo Verde.

Outro projecto revelado à Inforpress por esta representante é um programa instituído para a criação de competências para os jovens, por forma a capacitar-lhes na área do digital, da literacia financeira e do desenvolvimento pessoal.

O programa, frisou, promove artistas e artesãos mediante a visibilidade dos seus trabalhos, assim como cria condições para que profissionais/especialistas abordem assuntos e temas de interesse colectivo que possam ser importantes para o desenvolvimento da comunidade.

“É um programa novo, um ecossistema diferente, em que as pessoas estão sempre a correr atrás do desafio. Começámos em plena época alta. Neste momento temos uma iniciativa em que mensalmente convidamos uma pessoa para falar de um tema do interesse colectivo.

Convidamos não só profissionais em Cabo Verde, mas também integrantes da nossa diáspora, através das novas tecnologias que nos facilita trazer a diáspora à nossa comunidade”, esclareceu Martins.

Esta sexta-feira a convidada do “InspiroTalks” foi a especialista em turismo Leila Portela e Prado, cabo-verdiana residente em Portugal, que orientou uma conversa sobre a temática “Género no Ecossistema Turístico: Comunicação e Engajamento”.

O programa foi inaugurado em Novembro de 2023, logo com um programa liderado por uma jovem preparada para tal conceito e que se afigura como a primeira “shaper” (moderadora) da casa, já que dispõe de ferramentas consideradas imprescindíveis para trabalhar a nível do desenvolvimento pessoal e a categoria de negócios, comunicação e marketing.

SR/JMV
Inforpress/Fim
 

Notícias Recentes


13-06-2024 17:11
13-06-2024 17:40
13-06-2024 16:59
13-06-2024 16:46
13-06-2024 16:42