Fogo: O ritmo de transformação dos espaços regionais está alinhado com o ritmo nacional – Nuías Silva

09-02-2024 16:47

São Filipe, 09 Fev (Inforpress) – O presidente da Câmara de São Filipe defendeu hoje que o ritmo da transformação dos espaços regionais está alinhado com o ritmo nacional e que a estratégia e a visão estão ligadas à contingência do desenvolvimento nacional.

Nuías Silva, que acompanhou o Presidente da República, José Maria Neves, na visita a um conjunto de obras em curso na cidade de São Filipe, questionado sobre o ritmo do andamento das obras, defendeu que os munícipes estão satisfeitos com os projectos porque estão a mudar a cidade e o município.

“Temos constrangimentos vários a nível nacional nos sectores de transportes, infraestruturas de grande porte na ilha como aeroporto internacional e porto de maior calado para receber navio que chegam  directamente do estrangeiro e permitir novas dinâmicas económicas, mas também o anel rodoviário, centro  de saúde de referência em São Filipe”, disse Nuías Silva, assegurando que são investimentos nacionais que o município e a ilha reivindica assim como a energia, inertes para maior dinâmica da construção.

Segundo o autarca, são constrangimentos em que o município se enquadra, acrescentando que espera que esses condicionalismos possam ser ultrapassados e que soluções sejam encontradas para permitir uma nova dinâmica dos municípios.

“Dentro deste contexto o município de São Filipe é um dos municípios mais dinâmicos no contexto nacional, com uma carteira de investimento invejável e uma capacidade de mobilização de parcerias de se louvar”, advogou Nuías Silva, sublinhando que é por esta razão que os munícipes estão a conhecer agora obras, projecções e dinâmicas e que a sua equipa ainda tem tempo para concluir essas obras.

O edil salientou que tudo o que prometeu está executado ou em fase de execução e que é pensar em novos ciclos e em mais e melhores projectos para São Filipe, reconhecendo que num ou noutro caso o ritmo possa ser condicionado pela dinâmica nacional em termos de transportes, inertes e outros constrangimentos, mas a câmara nunca desistiu e está a trabalhar para concluir essas obras e que até final do ano São Filipe terá o estádio 5 de Julho, pavilhão moderno.

Nuías Silva explicou que a visita com o Presidente da República tinha por finalidade mostrar ao chefe de Estado de que a edilidade está a materializar a visão de transformar São e que as coisas estão a acontecer, acrescentando que a visão da câmara é a de posicionar São Filipe como capital regional importante no eixo sul a sotavento das ilhas de Cabo Verde.

“Queremos infraestruturas com qualidades e capazes de competir com outros espaços territoriais para sediar eventos e actividades na ilha capazes de induzir uma nova dinâmica económica ao município”, disse o edil, para quem os espaços e territórios que se desenvolvem são capazes de gerar actividades que geram rendimento para as famílias e empresas.

“São Filipe tem esta ambição e estamos a transformá-la”, disse o edil, apontando como exemplo a asfaltagem de nove vias em curso, construção de infraestruturas desportivas como pavilhão, piscina e o estádio 5 de Julho, para além das placas desportivas em reabilitação em quase todas as localidades e a construção de novas.

Nuías Silva apontou que a sua câmara está a aproveitar a crise para investir e injectar recursos na economia local capazes de preparar São Filipe para o pós-crise, para que em 2026/27 possa colher os frutos dos investimentos graças à visão, e, sobretudo, ao rigor, transparência e envolvimento de todos no processo.

Com relação ao estádio 5 de Julho, disse que a partir de Março as obras vão ganhar “velocidade cruzeiro” e serão iniciados os trabalhos de drenagem de águas pluviais, o piso e colocação de relva, sublinhando que toda a cofragem necessária para o avanço das obras, assim como equipamentos como gruas e outros, encomendados em Portugal já se encontram na cidade da Praia e a edilidade está a trabalhar para a sua transferência para a ilha do Fogo.

Quanto à asfaltagem das nove vias, neste momento a edilidade está em negociação com a empresa por causa dos constrangimentos que surgiram na pedreira, mas a câmara, segundo o seu presidente, já notificou o empreiteiro e todo e qualquer atraso reverter-se-á a favor do município de São Filipe em novos investimentos adicionais.

A empresa, avançou, pediu dois meses e meio para concluir a asfaltagem por causa das avarias que tem havido nas máquinas, assegurando que na próxima semana a empresa vai iniciar a asfaltagem da via que dá acesso ao Hospital Regional São Francisco de Assis e outras vias, sublinhando que o timing é antes das festas de São Filipe ter o processo de asfaltagem totalmente concluído.

JR/JMV
Inforpress/Fim

Notícias Recentes


22-02-2024 23:07
22-02-2024 22:33
22-02-2024 21:57
22-02-2024 21:51
22-02-2024 21:07