Fogo: Cidade São Filipe escolhida pela Unesco como referência em aprendizagem

15-02-2024 10:23

São Filipe, 15 Fev (Inforpress) – A cidade de São Filipe foi escolhida entre cinco cidades lusófonas como referência em aprendizagem, integrando assim a Rede Global de Cidades de Aprendizagem.

O anúncio da selecção e inclusão de São Filipe na Rede Global de Cidades de Aprendizagem foi feito na quarta-feira, 14 de Fevereiro, pelo Fundo das Nações Unidos para Educação, Ciência e Cultura (Unesco).

Nos países de língua portuguesa foram seleccionados três municípios do Brasil (Curitiba, Leme e Recife), um de Portugal (Fundão) e um de Cabo Verde (São Filipe) com base nas boas práticas e iniciativas políticas relevantes levadas a cabo pelas autarquias locais para garantirem o acesso à educação.

“A página da Unesco destaca as políticas assertivas da actual liderança da câmara de São Filipe, com a criação dos regulamentos e uma política para acção social e escolar que visam resolver as disparidades económicas e garantir o acesso equitativo à educação” lê-se na página da edilidade de São Filipe nas redes sociais após o anúncio da selecção do município para integrar a rede global de aprendizagem.

O município de São Filipe criou o sistema de acção social escolar oferecendo subsídio de estudos, transportes escolares e prémios de reconhecimento em todos os níveis de ensino, desde o ensino primário até o superior, tendo apostado na reabertura da biblioteca municipal que valoriza a cultura local.

Além disso, destaca a mensagem constante na sua página que o município reactivou uma série de cooperações bilaterais com Portugal e não só que possibilitaram já o envio de cerca de uma centena de estudantes para o ensino superior e técnico-profissional em áreas fundamentais para o desenvolvimento sustentável do município.

Os cinco municípios lusófonos constam de uma lista de 64 cidades de 35 países que passam a integrar a Rede Global de Cidades de Aprendizagem.

A vereadora pela área da educação da câmara de São Filipe e que no ano passado teve a responsabilidade de apresentar a candidatura, Eva Spínola, numa primeira reação à Inforpress disse que a inclusão de São Filipe na rede representa “muitos ganhos” e que desde que a equipa actual assumiu a edilidade vem trabalhando para uma melhor educação e aprendizagem.

“A selecção e inclusão incentiva-nos a trabalhar ainda mais”, disse a vereadora, observando que agora São Filipe é uma referência internacional por fazer parte de mais de 300 cidades integrantes da Rede Global de Aprendizagem e tem a partir de agora mais oportunidades de realizar intercâmbios, recolher subsídios para trabalhar cada vez mais e promover a educação.

Eva Spínola disse que a questão da criação do regulamento para acção social e escolar e transporte escolar são alguns dos requisitos, indicando que a candidatura de São Filipe baseou em todo o incentivo, programa e projecto que o município desenvolve para promover aprendizagem ao longo da vida, desde a pequena infância até à idade adulta.

Neste processo, avançou, destacou-se todas as infra-estruturas não só para dinamizar economia local, mas também para promover aprendizado desde desporto até chegar nas infra-estruturas de educação, assim como programa de incentivos que existem além da atribuição de subsídios escolares, transportes e reconhecimento de melhores alunos, passando pela reabertura de biblioteca num sobrado, espaço que permiti também conhecer a identidade e a história e que  dispõe de uma sala de audiovisual com internet e conectado com o mundo.

A nível internacional a cerimónia aconteceu no dia 14 de Fevereiro, mas a nível local a edilidade de São Filipe está a equacionar a possibilidade de realizar um evento para assinalar a inclusão de São Filipe na Rede Global de Aprendizagem que possivelmente, segundo a vereadora, poderá contar com a presença de representante da Unesco em Cabo Verde.

“Propomos realizar muitos programas e actividades e a partir do momento da inclusão vamos trabalhar na sua implementação e um dos aspectos proposto é a realização de intercâmbios e de algum fórum e actividade internacional em São Filipe e convidar as pessoas para conhecer São Filipe”, disse a vereadora da educação, Eva Spínola, sublinhando que o slogan apresentado foi “São Filipe: um município para visitar, viver e amar”.

Esta salientou que a responsabilidade é maior com este reconhecimento, esperando que todas as boas práticas de São Filipe no domínio da aprendizagem possam reflectir nas outras cidades do país e inspirá-las a apresentarem candidaturas para integração na Rede Global de Aprendizagem.

JR/ZS

Inforpress/Fim

Notícias Recentes


20-06-2024 14:52
20-06-2024 14:45
20-06-2024 14:42
20-06-2024 14:40
20-06-2024 14:33