Embaixador da Polónia disposto a discutir politicamente sectores de cooperação com Cabo Verde

28-02-2024 19:51

Mindelo, 28 Fev (Inforpress) - O novo embaixador da Polónia em Cabo Verde quer discutir politicamente os sectores que devem ser prioritários para a cooperação entre os dois países e assim continuar a parceria cuja eficácia permitiu financiar vários projectos.

Bartolomej Zdanuik, que fez a entrega das suas cartas credenciais ao Presidente José Maria Neves, hoje, no Mindelo, afirmou à imprensa que o seu país pretende lançar consultas a nível político para analisar as diferentes áreas de cooperação.

O embaixador não residente, começou por apontar os resultados da parceria antiga, por exemplo no sector do turismo, através do qual dezenas de milhares de turistas polacos visitam Cabo Verde todos os anos, permitindo ao povo da Polónia descobrir o arquipélago.

Em termos de projectos financiados, Bartolomej Zdanuik exemplificou com a criação de um laboratório molecular para doenças tropicais na Universidade Jean Piaget, na cidade da Praia, e ainda o financiamento para a criação de uma horta na escola de Ribeira da Barca, também na ilha de Santiago.

No caso concreto do Mindelo, cidade onde apresentou a suas cartas, enfatizou o projecto financiado para expansão do centro dos Padres Capuchinhos para acolher crianças de famílias vulneráveis.

“Então, com o nosso dinheiro, este edifício foi ampliado e, portanto, as condições de acolhimento das crianças melhoraram. Então, como eu disse, são intercâmbios na área cultural, são intercâmbios na área de projectos de desenvolvimento”, argumentou, adiantando estar o seu país satisfeito por ter conseguido financiar estes projectos, tanto que agora estão em processo de selecção dos projectos para 2024.

Por outro lado, sublinhou a mesma fonte, o Porto Grande do Mindelo recebeu em Setembro de 2023 a visita de um navio-escola polaco com cerca de 150 alunos a bordo, que puderam interagir com alunos da Universidade Técnica do Atlântico (UTA) abrindo a possibilidade de se alargar a cooperação também para o domínio marítimo.

“Precisamente, devemos primeiro criar condições favoráveis ​​com um diálogo político para podermos discutir as diferentes possibilidades. E precisamente, a cerimónia de hoje é também uma forma de contribuir para o desenvolvimento do diálogo político”, acrescentou o embaixador para quem há “grande convergência” e ao mesmo tempo complementaridade dos pontos de vista.

O diplomata polaco aproveitou ainda para saudar a posição de Cabo Verde em relação às questões geopolíticas globais e, em particular, a sua “atitude clara e muito corajosa” em relação à guerra de agressão da Rússia contra a Ucrânia.

Entre hoje e quinta-feira, 29, José Maria Neves recebe, no Mindelo, as cartas credenciais de novos embaixadores de onze países, sendo Guiné-Bissau o único residente em Cabo Verde, o Seychelles é sediado em Adis Abeba, Etiópia, e outros todos em Dacar, Senegal, conforme informações avançadas à Inforpress pela assessoria da Presidência.

LN/CP

Inforpress/Fim

Notícias Recentes


20-06-2024 10:05
20-06-2024 8:09
20-06-2024 8:02
20-06-2024 7:55
19-06-2024 22:59