EHTCV acolhe encerramento do projecto Aliança de Apoio à Mobilidade Africana

15-02-2024 14:32

Cidade da Praia, 15 Fev (Inforpress) –  A Escola de Hotelaria e Turismo (EHTCV) acolheu hoje o encerramento do projecto Aliança de Apoio à Mobilidade Africana (SAAM), desenvolvido em 16 países do continente Africano e oito países da Europa com envolvimento de 50 escolas de formação profissional.

O projecto, que foi financiado pela Comissão Europeia, teve como propósito promover a mobilidade internacional de estudantes, formadores e dirigentes africanos melhorando a qualidade da formação ministrada nesses países assim como garantir a inserção dos jovens no mercado de trabalho.

O vice-primeiro-ministro e ministro das Finanças e Fomento Empresarial, Olavo Correia, que presidiu ao acto de encerramento assegurou que o SAAM corresponde aos objectivos do Governo de capacitar os recursos humanos para que possam estar preparados em diversos domínios.

Um projecto de grande alcance, classificou, sublinhando que vai aumentar as oportunidades dos jovens dentro e fora de Cabo Verde com acesso à formação de qualidade.

“Queremos continuar com este projecto com a União Europeia no sentido de trabalharmos para que Cabo Verde possa ser de facto um hub de formação, um centro de excelência para o continente e o mundo quer com a União Europeia e com os vários conselhos bilaterais como Luxemburgo, Portugal mas também o Banco Mundial”, frisou.

Segundo o governante, os jovens têm de estar preparados para enfrentar o mercado mundial e exercer a profissão com dignidade, carteira profissional a fim de obter uma remuneração justa e satisfatória.

“Vamos aumentar cada vez mais estas oportunidades para que os jovens de todas as ilhas de Cabo Verde possam ter acesso a uma formação profissional de qualidade para Cabo Verde, mas também para qualquer País do mundo” sustentou, referindo que Cabo Verde tem na sua diáspora o maior pilar de desenvolvimento.

De acordo com Olavo Correia, é "impensável" ter uma perspectiva de futuro sem olhar para a diáspora, lembrando que as remessas dos imigrantes representam 20% do Produto Interno Bruto (PIB) anual, e 60% de todos os depósitos vêm também dos imigrantes.

Por seu turno, a coordenadora do projecto, Beatriz Billit, fez uma avaliação positiva dos quatro anos do SAAM (2020-2024), realçando que foram realizadas diversas actividades em Cabo Verde, ressaltando que o intuito é transformar o programa em Erasmus +.

Passados quatro anos, o projecto que finaliza agora no mês de Abril beneficiou 15 professores, além do grupo de estudantes que se deslocaram a Portugal por dois meses, referindo que o programa é aberto a todos os estudantes que residem ou não no continente Europeu.

A presidente da EHTCV, Aldina Delgado, considerou que foi uma experiência enriquecedora, asseverando que com a participação dos dirigentes e formadores, a escola reforçou a sua liderança e competência técnica.

“Tivemos uma experiência muito importante, além de Portugal que normalmente é um grande parceiro da escola, tivemos formandos a fazer estágio na Escola de Hotelaria e Turismo de Fátima, outros que passaram pela escola profissional de Praia Victória nos Açores, tivemos uma experiência enriquecedora de dois meses que foram feitos por sete estagiários do curso de restauração e bebidas em hotel em Marrocos”, atestou.

LT/ZS

Inforpress/Fim

Notícias Recentes


14-06-2024 0:17
14-06-2024 1:25
13-06-2024 22:05
13-06-2024 19:49
13-06-2024 19:04