Dia Internacional da Mulher: A estética deu-me oportunidade de ter meu próprio negócio – Danísia Soares

08-03-2024 9:33

*** Por Lucilene Fernandes Salomão, da Agência Inforpress***

Ribeira Grande, 08 Mar (Inforpress) – A esteticista santantonense Danísia Soares afirmou hoje que a estética lhe deu a oportunidade de ter o seu próprio negócio e diz-se orgulhosa de ser proprietária do primeiro spa na Ribeira Grande, Santo Antão.

Licenciada em relações públicas e secretariado executivo, Danísia Soares contou que após terminar o curso começou a procurar emprego, mas as várias tentativas nunca passavam além de estágios.

Danísia Soares, que falava à Inforpress a propósito do Dia Internacional da Mulher, frisou que já estava “cansada” de entregar curriculum e sempre com o mesmo cenário, ou seja, estágios.

Desempregada, Danísia Soares afirmou que começou a fazer algumas formações na área da estética, pois, segunda a mesma, é “apaixonada” por estética e decidiu “apostar” temporariamente nela até que encontrasse um trabalho na sua área de formação.

Nisso, a mesma fonte relembrou que com os poucos recursos que tinha arrumou um quarto na laje do prédio onde mora e começou assim a “aventurar” na área da estética.

Danísia Soares salientou que, inicialmente, oferecia poucos serviços, mas sempre foi aprimorando e “dando” o seu melhor e cada vez mais conquistava a sua clientela.

“Vi que tinha potencial para fazer o negócio progredir, decidi que não iria entregar mais curriculum e fiz da estética a minha profissão. Desde que iniciei na estética sempre tentei dar o meu melhor e assim consegui alcançar outros patamares. Não é por que iniciei praticamente sem recursos que iria desmotivar”, sublinhou.

Segundo Danísia Soares, a partir do momento que “encarou” a estética como a sua profissão o seu sonho era abrir um espaço em “condições” e trazer novos serviços para Santo Antão.

“O caminho foi longo e orgulho-me em dizer que tenho um ‘spa’ e acho que é o primeiro desta envergadura aqui na Ribeira Grande. Tenho vários serviços como unhas, limpeza de pele, design de sobrancelha, depilação, cabeleireiro, serviço de noiva, massagem entre outros”, mostrou.

“Sempre disse que o facto de ter um diploma numa determina área não impede de explorar outras e foi o que fiz. Nada iria adiantar ficar a reclamar de que tenho diploma e não tenho trabalho.

Aproveitei uma oportunidade que surgiu agarrei e tenho orgulho da minha caminhada, de ter chegado onde cheguei porque com esforço e lutando sempre conseguimos alcançar as nossas metas”, enfatizou.

Por isso, no Dia Internacional da Mulher, Danísia Soares acredita que a sua historia como de varias outras empreendedoras no país servirá de “inspiração” para que as que estão “lutando” para alcançarem os seus objectivos nunca desistam no “primeiro obstáculo”.

O Dia Internacional da Mulher, celebrado, anualmente, a 08 de Março, teve as suas sementes em 1908, quando 15 mil mulheres marcharam pela cidade de Nova York, Estados Unidos da América, exigindo a redução das jornadas de trabalho, salários melhores e direito ao voto. Um ano depois, o Partido Socialista da América declarou o primeiro Dia Nacional das Mulheres.

A proposta de tornar a data internacional veio de Clara Zetkin, activista, comunista e defensora dos direitos das mulheres, que fez a proposta em 1910 durante uma Conferência Internacional de Mulheres Socialistas em Copenhague, Dinamarca, com a participação de 100 mulheres, de 17 países.

A data foi celebrada pela primeira vez em 1911, na Áustria, Dinamarca, Alemanha e Suíça, mas o Dia Internacional das Mulheres só foi oficializado em 1975, quando a Organização da Nações Unidas (ONU) começou a comemorar a data.

LFS/HF

Inforpress/Fim

Notícias Recentes


15-06-2024 22:18
15-06-2024 22:13
15-06-2024 21:40
15-06-2024 22:01
15-06-2024 21:52