Cerca de 200 jovens vão beneficiar do programa GoGlobal 2024 que terá sete edições em sete países diferentes

27-02-2024 19:59

Cidade da Praia, 27 Fev (Inforpress) - Cerca de 200 jovens vão este ano  beneficiar do GoGlobal, um programa do Governo, coordenado pela Cabo Verde Digital e que possibilita e impulsiona a exposição de startups tecnológicas nacionais no mercado global.

Sob o lema “Conectar Cabo Verde ao mundo, impulsionar o crescimento da indústria tecnológica nacional além-fronteiras”, o GoGlobal 2024, apresentado hoje, na cidade da Praia, terá sete edições que vão ser realizadas ao longo do ano em sete países diferentes, designadamente o Brasil, França, Emirados Árabes Unidos, Macau, Marrocos, Holanda e Portugal.

Segundo o secretário de Estado da Economia Digital, Pedro Lopes, o objectivo deste programa é permitir que os jovens cabo-verdianos tenham a oportunidade de sair para fora do país, conhecer o que de melhor se faz nesta área do digital e conectar-se também com os melhores.

“Portanto é dar-lhes o palco internacional. Queremos que eles possam exactamente ter este palco, isto só é possível com o apoio do Governo. E nós fizemos uma parceria público-privada para garantir essa participação”, disse, lembrando que inicialmente o programa estava restrito ao Web Summit Lisboa.

“O programa ganhou uma maturidade diferente e neste momento permite a participação de 200 jovens cabo-verdianos em vários países, e queremos ainda aumentar este número, para que possam estar presentes em certames internacionais”, anotou o governante.

As candidaturas, estritamente online, já estão abertas através do website digital.cv/goglobal e vão permanecer abertas durante todo o ano. 

A seleção dos vencedores será feita por uma comissão de avaliação e selecção que envolve a Cabo Verde Digital, a Pró Empresa e o Parque Tecnológico.  

Segundo o coordenador do Cabo Verde Digital, Milton Cabral, só podem participar jovens cabo-verdianos residentes em Cabo Verde, fundadores de startups tecnológicas, com menos de 10 anos de existência, com pelo menos um protótipo funcional, que emprega pelo menos duas pessoas directamente e está em situação de regularidade em matéria de licenciamento e fiscalidade, e que não tenham beneficiados nos últimos dois anos desse programa.

Os selecionados terão até 100% das despesas com viagens e alojamentos suportados pelo programa.

“Muita gente às vezes vê como um gasto ir lá fora, estar presente neste tipo de eventos, porque o Governo apoia no alojamento, apoia o bilhete do evento, apoia a viagem e apoia uma sessão de treino. Antes de cada um destes eventos, nós vemos-lho como um investimento, um investimento na juventude cabo-verdiana”, sustentou o secretário de Estado da Economia Digital, Pedro Lopes.

Desde 2028 que o GoGlobal tem levado startups cabo-verdianas e empresas para eventos internacionais, proporcionado oportunidades únicas de interação com líderes empresariais e investidores mundiais, e de networking com empreendedores de outros países.

No total foram já realizadas 10 edições com mais 200 participantes, mas de 50 startups beneficiadas e mais de trinta parceiros engajados.

MJB/JMV
Inforpress/fim 

Notícias Recentes


19-04-2024 23:26
19-04-2024 22:50
19-04-2024 22:41
19-04-2024 22:36
19-04-2024 21:23