Câmara Municipal da Praia inaugura obra circundante de Sucupira avaliado em 78 mil contos

09-03-2024 20:21

Cidade da Praia, 09 Mar (Inforpress) –    A Câmara Municipal da Praia inaugurou hoje a obra circundante do mercado de Sucupira, na Cidade da Praia, orçada em 78 mil contos, tendo justificado que o atraso ocorreu devido à manutenção das instalações de luz e água.

Francisco Carvalho em declarações à imprensa no acto de inauguração da infra-estrutura, salientou que o atraso ocorreu por causa da substituição dos cabos de electricidade e tubos de água no local pelas empresas Electra e Águas de Santiago (ADS).

Esta obra, segundo o edil, demonstra que a Câmara Municipal da Praia utiliza o cargo político como instrumento para satisfazer as necessidades das pessoas, auscultando os anseios e sonhos para assim concretizar a vontade dos cabo-verdianos.

“Hoje temos um espaço totalmente requalificado, vamos organizar juntamente dos hiacistas e rabidantes para transformar num espaço de centralidade na Praia, um espaço alegre, aberto, um espaço onde as pessoas podem circular, fazer compras, dialogar, um espaço de atracção” assegurou, apelando ao apoio dos cabo verdianos.

O novo modelo de gestão e reorganização a ser implementado no local prevê o espaço para os hiacistas à frente do antigo cartório, com filas organizadas, localidade assinalada e perto de Sucupira e Plateau para continuar o processo de dinamização da economia da região, adiantou o autarca.

Francisco Carvalho sublinhou que o orçamento de 78 mil contos foi financiado inteiramente pela câmara municipal e “sem ajuda do Governo”, reiterando ataques do Governo à autarquia e aos projectos estruturantes para o desenvolvimento da capital.

“Durante o mandato estivemos a trabalhar a mudança de mentalidade das pessoas, mostramos que temos uma câmara aberta ao diálogo, câmara que aposta na transparência como bandeira fundamental da governação, hoje as pessoas dirigem a câmara com abertura e confiança” salientou, lamentando a ausência de financiamentos do Governo.

Francisco Carvalho fez referência às crises no transporte marítimo e aéreo, desemprego galopante e emigração dos jovens por “causa do desespero”, acrescentando que o Governo decidiu abandonar a Câmara Municipal da Praia.

LT/ZS

Inforpress/Fim

Notícias Recentes


14-06-2024 0:17
14-06-2024 1:25
13-06-2024 22:05
13-06-2024 19:49
13-06-2024 19:04