BestFly “empenhada” em corrigir e suprimir constrangimentos nas ligações aéreas

26-02-2024 18:25

Cidade da Praia, 26 Fev (Inforpress) - A BestFly World Wide manifestou hoje o seu empenho em reajustar a sua estratégia em Cabo Verde, implementando mudanças estruturais, a nível de gestão e técnico, que permitam corrigir e suprimir os constrangimentos verificados até ao momento.

Em comunicado, a companhia aérea angolana com concessão do serviço público de transporte aéreo interilhas em Cabo Verde afirmou estar inteiramente comprometida com a manutenção da ligação interilhas no país e com o serviço de elevado valor económico e social que assumiu para com Cabo Verde e os cabo-verdianos.

O objectivo maior da BestFly de momento, refere a comunicação, passa por assegurar que a sua “operação em Cabo Verde esteja estabilizada até ao início do Verão de 2024, garantindo um serviço de qualidade, a melhoria da pontualidade e o reforço da confiabilidade e previsibilidade das ligações providenciadas pela companhia.

BestFly World Wide fez questão de desmentir que o Certificado do Operador Aéreo (AOC) da TICV (sigla oficial do transporte interilhas) tenha sido cancelado em momento algum ou que esteja em risco de não ser renovado ou que caduque no fim de Março de 2024, assegurando que, a renovação do mesmo está prevista para Julho do ano em curso.

A mesma reconhece e lamenta os desafios que a operação da TICV em Cabo Verde tem verificado, mas garante a continuidade da sua operação no país, adiantando que já está em curso a venda de bilhetes para a programação de Verão IATA 2024, estando a companhia a trabalhar para responder à procura e assegurar o número de voos necessários.

A demora na efetivação da comercialização desses bilhetes, explicitou a fonte, não esteve relacionada com a acção operacional da TICV, mas deve-se, exclusivamente, ao atraso na emissão de “slots” por parte da Cabo Verde Airports, devido a obras planeadas para aeroportos do país.

“Lamentamos a divulgação de informação incorreta e infundada na comunicação social, que prejudica directamente o maior beneficiário do rigor e da verdade: os clientes da TICV e a comunidade cabo-verdiana, que merecem estar inteirados sobre a realidade e a acção da nossa companhia”, refere o documento, citando o CEO da BestFly World Wide, Nuno Pereira.

“A TICV assume com orgulho a sua missão de servir Cabo Verde e os cabo-verdianos, assegurando um serviço imprescindível para o desenvolvimento económico e para a coesão social do país. Estamos a trabalhar de forma contínua para ajustar a nossa operação e garantir melhorias efectivas, com reforço na confiabilidade e na qualidade do serviço que prestamos”, lê-se na nota.

A BestFly mostra-se convicto de que a revisão da sua estratégia e o reforço de investimento terão efeitos tangíveis na qualidade do transporte aéreo inter-ilhas, e promete tudo fazer para “continuar a apoiar e promover a ligação entre pessoas, a coesão entre ilhas e a união em Cabo Verde”.

SR/CP

Inforpress/Fim

Notícias Recentes


19-06-2024 19:42
19-06-2024 19:30
19-06-2024 19:17
19-06-2024 19:02
19-06-2024 18:59