São Filipe: Câmara lança concurso para contratualização de mais 24 sinaléticas turísticas – presidente

17-02-2024 11:09

São Filipe, 17 Fev (Inforpress) – A Câmara Municipal de São Filipe lançou sexta-feira, 16, um concurso para a contratualização de mais 24 sinaléticas turísticas para a cidade e interior do município, disse o edil Nuías Silva.

O presidente da câmara de São Filipe, que falava na cerimónia de inauguração do projecto do sistema de sinalização turística da cidade, denominado de São Filipe Smart Tour, fez saber que o lançamento do concurso constitui o segundo passo para transformar São Filipe num município digital e Smart Citie.

“Estamos com o mapeamento de 22 sobrados, monumentos e sítios e vamos introduzir as sinaléticas turísticas modernas devidamente em concordância com as leis do trânsito para sinalizar os pontos turísticos e informativos do município”, afirmou Nuías Silva, observando que hoje as pessoas têm dificuldades imensas para sair da cidade sem auxílio de outras pessoas para ir a Chã das Caldeiras ou qualquer outra localidade do município ou da ilha.

O autarca informou que as sinaléticas turísticas vão complementar o projecto implementado na cidade com mapeamento dos 22 pontos, salientando que dentro de seis meses o projecto de colocação de mais 24 sinaléticas estará concluído.

Observou que o concurso foi lançado sexta-feira e que final de Fevereiro estará na fase de contratualização e a empresa vencedora terá cinco meses para executar os trabalhos.

Nuías Silva disse que a sua equipa está a fazer as coisas acontecer em São Filipe e a transformar a cidade e o município e que todos são partes porque o que interessa é o desenvolvimento da cidade e da região.

“Temos um objectivo claro que é o de posicionar São Filipe como capital regional importante no eixo sul a sotavento das ilhas de Cabo Verde. Queremos ser um “player” importante e para isso temos uma visão e um projecto e estamos a mobilizar São Filipe e a mobilizar os parceiros como PNUD, Projecto Vito e outros”, indicou.

Com relação ao São Filipe Smart Tour Nuías Silva disse que pode aparecer como algo simples, mas reveste de uma importância simbólica para a ilha, por se tratar de um projecto pioneiro e que marca o arranque de um projecto de transformação, a médio e longo prazos, de São Filipe numa cidade digital e numa cidade que utiliza as tecnologias para promover o conceito de smart citie.

A identificação e catalogação de 22 sobrados, monumentos e sítios com tecnologia QRC permite facilmente, através de um dispositivo móvel, aceder a conteúdos ligados ao roteiro dos sobrados que a edilidade pretende iniciar, sublinhando que o turista, o visitante e o guia turísticos agora tem um “importante amigo” complementar do seu trabalho que lhe permite em três línguas, português, francês e inglês, apresentar a cidade aos seus visitantes e contar aquilo que é a história da cidade dos sobrados.

Nuías Silva salientou que São Filipe tem muita história, mas que muitas vezes cai no esquecimento por falta de um trabalho pormenorizado, salientando que é neste sentido que surgiu este projecto, que foi precedido de um intenso trabalho de pesquisa e de entrevistas envolvendo vários actores para que o produto, além de ser interessante, ser também “confiável, correcto, com exatidão e precisão”.

“Temos 22 sobrados, sítios e monumentos devidamente catalogados e com tradução em três línguas, quer em texto como em áudio, o que mostra a ideia de inclusão”, disse o edil que agradeceu a parceria do PNUD, através do “accelerator lab” (Laboratório de Aceleração) que cofinanciou em grande parte este projecto e é o responsável financeiros para que tudo pudesse acontecer, o parceiro Projecto Vitó que contribui financeiramente para mapeamento dos 22 sobrados, sítios e monumentos, à equipa da empresa e todos os envolvidos.

O São Filipe Smart Tour é mais do que uma simples visita, mas é um portal para o passado que se alia à tecnologia digital para proporcionar uma experiência inovadora e enriquecedora que oferece aos visitantes oportunidade de explorar, aprender e desfrutar do rico legado histórico da ilha do Fogo de uma forma tão conveniente e informativa.

JR/CP

Inforpress/Fim

Notícias Recentes


16-06-2024 19:33
16-06-2024 16:12
16-06-2024 16:03
16-06-2024 15:47
16-06-2024 14:57