Santa Cruz: Expositores da primeira edição da Feira das Economias Criativas dão nota positiva e pedem frequência ao evento

31-01-2024 0:33

Pedra Badejo, 28 Jan (Inforpress) – Os expositores que participaram na primeira edição da Feira das Economias Criativas, organizada pela Câmara Municipal de Santa Cruz, deram nota positiva ao evento, e querem que o evento seja feito mais vezes.

Em declarações à imprensa, o presidente da delegação de deficientes no município de Santa Cruz, Adérito da Rosa, participante na feira, considerou que a mesma surgiu coma uma forma de promover mais o turismo no município e para dar oportunidades aos jovens e produtores de apresentarem os seus produtos, não só a nível local, mas também para outras paragens.

Segundo o expositor o turismo neste momento é o sector com maior potencialidade e que está a ter uma aposta “extraordinária” no país, e o município, tendo em conta as suas potencialidades em diversas áreas, têm de trabalhar para oferecer cada vez mais melhor produto, de forma a impulsionar também o desenvolvimento do sector no município.

Questionado sobre o que trouxe aos visitantes, elencou que apresentou velas em diversos formatos, mas também espelhos, que são produtos produzidos na delegação.

Explicou que matéria-prima é oferecida por uma associação italiana, e que o valor arrecado nas vendas dos produtos é utilizado para as actividades organizadas e para apoiar os deficientes que mais precisam.

O expositor Manuel Tavares considerou, igualmente, esta feira de “extrema importância”, vendo nela uma oportunidade para ter um rendimento maior do que nos dias habituais.

Como um produtor de artesanato, explicou que normalmente não tem tido esta oportunidade de divulgar num espaço amplo, realçando que muitas vezes as feiras são organizadas somente pelas épocas festivas.

Mas, defendeu que por ser um município “rico”, é preciso promover actividades do tipo com mais frequência, até porque as feiras ajudam a “vender” as potencialidades do município a outras paragens.

Uma opinião também defendida pelos produtores agrícolas e de pecuária, que tiveram a oportunidade de expor vários produtos e que conseguiram dar saída aos mesmos.

Por sua vez, o presidente da câmara municipal, Carlos Silva, explicou que o nome advém da necessidade de se apresentar num mesmo espaço todas as potencialidades do município, gerando assim uma certa economia.

O autarca sublinhou que no local era possível encontrar produtos agrícolas, pecuária, mas também a gastronomia, artesanato, música, teatro, como uma forma de dinamizar o potencial do município.

Carlos Silva também deu nota positiva ao evento, considerando que teve uma boa participação de expositores e visitantes.

Garantiu que esta feira vai se tornar uma prática frequente no município, acreditando que vai servir para alavancar mais um pouco a economia local.

Esta feira contou também, para além de expositores de Santa Cruz, com a presença de expositores de outros municípios interessados.

MC/JMV

Inforpress/Fim

Notícias Recentes


19-06-2024 19:52
19-06-2024 19:42
19-06-2024 19:30
19-06-2024 19:17
19-06-2024 19:02