Porto Novo: Associações veem na transformação de produtos forma de atenuar o desemprego na camada feminina

08-03-2024 17:59

Porto Novo, 08 Mar (Inforpress) - As associações de mulheres no município do Porto Novo, Santo Antão, veem na transformação de produtos uma forma de atenuar o problema do desemprego que afecta a camada feminina neste concelho santantonense.

Conforme constatou a Inforpress, no Planalto Leste, mais precisamente em Água das Caldeiras, a associação das mulheres, Amupal, diz-se "preocupada" com o desemprego nesta camada e decidiu instalar, já há alguns anos, uma unidade de transformação de produtos para ocupar algumas mulheres.

A presidente da Amupal, Josefa Sousa, explicou que se produz muitas frutas no Planalto Leste e associação que dirige, com o apoio dos seus parceiros, viu na transformação de produtos uma oportunidade para as mulheres, que produzem doces, compotas e licores.

Também, na Ribeira das Patas, a Associação das Mulheres de Lagoa, Amular, está à procura de financiamento para concluir as instalações onde pretende instalar uma unidade de transformação de produtos agrícolas.

O desemprego nas mulheres é também uma preocupação da Amular, segundo a presidente Milu Pires, que informou que a instalação da unidade de transformação é "um sonho" das mulheres de Lagoa da Ribeira das Patas.

Ainda na Ribeira das Patas, o centro de transformação localizado na zona de Círio, que é já considerado “um caso de sucesso”, tem apostado também na transformação, produzindo néctares, doces, licores e biscoitos. 

Em Alto Mira, a transformação dos produtos agrícolas constitui também uma aspiração das mulheres desse vale agrícola, que sonham com a criação de uma cooperativa para transformar e comercializar produtos.

Em casa de Meio, as mulheres dessa localidade tomaram sob a sua responsabilidade a gestão do centro de transformação agroalimentar local, que começou com a produção de temperos verdes e actualmente já produz licores, doces e mel de “bissap”, segundo a direcção desta unidade.

A Inforpress constatou que mulheres em várias localidades rurais do município do Porto Novo, onde o desemprego se coloca com alguma acuidade, estão a apostar na transformação de produtos, sendo que o caso mais recente tem que ver com as mulheres do Planalto Norte que, esta semana, passou a contar com uma unidade de transformação.

Essa unidade, segundo a associação Luz Verde do Norte, foi instalada no âmbito do projecto de apoio ao micro-empreendedorismo feminino no sector do turismo, implementado pela Organização das Mulheres de Cabo Verde (OMCV) e pela organização não-governamental italiana Persone Come Noi (PCN, com o financiamento da Agência Italiana de Cooperação para o Desenvolvimento (AICS).

JM/CP

Inforpress/Fim

Notícias Recentes


13-06-2024 17:11
13-06-2024 17:40
13-06-2024 16:59
13-06-2024 16:46
13-06-2024 16:42