China prolonga alerta laranja para tempestades de neve no centro e leste do país

04-02-2024 13:06

Pequim, 04 Fev (Inforpress) - As autoridades meteorológicas da China prolongaram hoje o alerta laranja para tempestades de neve em quatro províncias no centro e leste do país, onde já estava imposto um aviso devido ao frio extremo.

O Centro Meteorológico da China prevê uma acumulação de neve de dois a cinco centímetros nas províncias de Henan, Anhui, Jiangsu e Shandong até segunda-feira, período que coincide com o maior movimento de pessoas durante o Ano Novo Lunar.

Fortes nevões e baixas temperaturas já causaram o encerramento de estradas, acidentes de trânsito e suspensão de comboios em algumas áreas da China.

As autoridades mobilizaram máquinas limpa-neves para garantir a segurança rodoviária e pediram à população que tome precauções e evite viajar durante os próximos dias.

O Centro Meteorológico da China já tinha ativado na sexta-feira a resposta de emergência de nível II, a segunda mais alta no sistema de quatro níveis do país asiático, devido a fortes nevões na província de Gansu.

Além disso, nas províncias de Henan, Hubei, Anhui, Jiangsu, Hunan, Guizhou e Chongqing foi emitido o primeiro alerta laranja devido ao frio extremo desde que o sistema de quatro cores começou a ser usado em 2010, sendo o vermelho o mais grave.

O Ano Novo Lunar, também conhecido no Ocidente como Ano Novo Chinês, celebra-se este ano a 10 de Fevereiro, e inaugura o Ano do Dragão.

A China espera cerca de nove mil milhões de viagens durante este período de férias, a maior migração anual do mundo, com os chineses a viajarem para celebrar a ocasião com família e amigos.

Embora as férias decorram oficialmente entre 10 e 17 de Fevereiro, muitos trabalhadores migrantes tiram férias antes e depois do período festivo para visitarem os seus familiares.

O vice-ministro dos Transportes disse a 16 de Janeiro esperar 1,8 mil milhões de viagens comerciais por via ferroviária, rodoviária, marítima e aérea num período de 40 dias.

Para além deste número, são esperadas mais 7,2 mil milhões de viagens por transporte privado, acrescentou Li Yang, em conferência de imprensa.

Inforpress/Lusa

Fim

Notícias Recentes


19-06-2024 22:59
19-06-2024 22:48
19-06-2024 21:01
19-06-2024 20:22
19-06-2024 19:52