CAN’2023: Selecção de Cabo Verde recebido por uma grande moldura humana

06-02-2024 9:44

Cidade da Praia, 06 Fev. (Inforpress) - Gilson Benchimol e Yanick Stopira foram os únicos jogadores da selecção cabo-verdiana que desembarcaram na noite de segunda-feira juntamente com “staff”e técnicos, no aeroporto da Praia onde foram recebidos por uma grande e entusiasmada moldura humana.

A população deslocou-se em massa ao encontro da parte da selecção de Cabo Verde (já que o grosso dos atletas foram directamente de Portugal, primeira escala técnica, para os seus clubes profissionais, espalhados pela Europa, América e Ásia) como forma de “homenagear” os Tubarões Azuis, por esta que já é referenciada como a sua maior participação de sempre numa fase final do CAN.

À chega, o seleccionador Pedro Brito “Bubista” manifestou à imprensa a sua satisfação, tanto pelo feito na Costa do Marfim, como pela recepção “calorosa”, manifestando-se, entretanto, algo frustrado por acreditar que “Cabo Verde poderia perfeitamente estar nas meias-finais”.

Disse que a selecção teve uma grande margem de melhoria e que conta com um naipe de jogadores bastante jovens, que requer alguma paciência, pelo que doravante coloca o foco na qualificação para o Mundial de 2026 e no próximo CAN, já em 2025 em Marrocos.

Já o jovem dianteiro do Benfica B, Gilson Benchimol Tavares manifestou a sua plena satisfação por ter ajudado a selecção cabo-verdiana na sua projecção internacional, lamentou a eliminação às portas das meias-finais, mas disse que Cabo Verde mostrou à África e ao mundo a sua forma de jogar futebol de alto nível.

Do aeroporto Internacional da Praia, seguiu-se um cortejo com largas dezenas de motorizadas e viaturas que, apinhadas de fãs, das mais diversas faixas etárias, devidamente traçadas a rigor, com a bandeira de Cabo Verde no centro das atenções até ao largo do mítico Estádio da Várzea, onde a comitiva foi “honrada” com um espetáculo cultural organizado pela marca patrocinadora Alou Cabo Verde.

O agrupamento musical Ferro Gaita, juntou-se aos artista SOS Mucci e Tikay e ao Dj Straga nesse momento de reconhecimento pelo feito alcançado na 34ª edição do Campeonato Africano das Nações (CAN), que o presidente da Federação Cabo-verdiana de Futebol, Mário Semedo, considerou tratar-se do acontecimento de maior promoção e união do país no mundo.

Cabo Verde caiu aos quartos-de-final da 34ª edição do CAN, que decorre na Costa do Marfim, ao perder nas grandes penalidades contra a África do Sul (2-1).

SR/ZS

Inforpress/Fim

Notícias Recentes


14-06-2024 0:17
13-06-2024 22:05
13-06-2024 19:49
13-06-2024 19:04
13-06-2024 19:45