Acrides e parceiros entregam espaço Cantinho Escolar à Escola EB0 de Achada Mato

06-03-2024 19:46

Cidade da Praia, 06 Mar (Inforpress) – A Associação de Crianças Desfavorecidas (Acrides) e parceiros entregam esta quinta-feira, 07, o Cantinho Escolar à Escola Básica Obrigatório (EBO) de Achada Mato, enquanto um espaço que visa trabalhar alunos com comportamentos desviantes no recinto escolar.

Em entrevista à Inforpress, a presidente da Acrides, Lourença Tavares, contou que a criação deste cantinho vem responder ao pedido de parcerias feito pela gestora da escola, tendo em conta a necessidade em acompanhar alguns alunos no período pós horário escolar.

“Nós realizamos colónias de férias aqui nessa escola e a parceria foi boa, e como são crianças em situações de vulnerabilidade, então este programa denominado ´Actividades extracurricular ´, criado em 2024 e que vai ajudar crianças a recuperar resultado positivo para a escola”, explicou. 

Até porque, assegurou esta responsável, este programa tem revelado resultados excelentes em crianças, tendo apontado casos de beneficiários do projecto que hoje possuem licenciatura em Medicina, e de jovens voluntários que concluíram escolas e com formação superior.

“Trata-se de um programa que visa despertar o gosto de estudo nas crianças, por meio de muita dinâmica, e actividades que estimulam o gosto pelo estudo", esclareceu Lourença Tavares, que considerou que a escola é tudo para uma criança.

Através de uma tenda, por falta de espaço no estabelecimento de ensino de Achada Mato, o Cantinho Escolar vai beneficiar inicialmente 36 alunos pré-selecionados com algum comportamento desviante que serão acompanhados por pedagogos, um psicólogo e ainda por professores da referida escola.

A gestora da escola, Izilena Furtado, enalteceu a parceria, manifestando-se satisfeita por este ganho, por acreditar que chegou na ora certa.

“Porque a minha preocupação não é somente trabalhar as crianças, mas também a própria família. Se desde a escola começarmos a acompanhar as crianças que já demonstram atitudes desviantes desde cedo a sociedade em geral sairá a ganhar”, alertou.

É que, segundo descreveu a gestora, trata-se de uma comunidade não urbanizada totalmente, onde se pode constatar construções de muitas casas clandestinas que nascem de um dia para o outro, com pessoas vindas de lugares diferentes e com comportamentos diferentes.

“Então tudo isso acho que acaba por interferir, e os pais alguns saem de manhã e só voltam a casa à noite, ou seja, não estão presentes na vida dos filhos, na escola e nem mesmo em casa e alguns têm situação económica critica”, observou.

Por isso, afirmou, achou por bem solicitar apoios para evitar que os alunos escolham caminhos desviantes para darem maior importância à escola e que mudem de atitude.

Assim, explicou, terão a oportunidade de frequentar o espaço no período contrário da frequência das aulas, e alguns no período de folgas, ao invés de estarem no pátio a incomodar.

A entrega e inauguração do espaço acontece a partir das 10:00 desta quinta-feira, com participação de alunos, pais e encarregados de educação, instituições ligadas a crianças, parceiros, de entre outros convidados.

ET/JMV
Inforpress/Fim
 

Notícias Recentes


14-06-2024 0:17
14-06-2024 1:25
13-06-2024 22:05
14-06-2024 8:00
13-06-2024 19:49